Anuncie
Amirt

Dívidas com fornecedores pode fazer com que até 200 presídios fiquem sem alimentos em Minas

Por: Agência Amirt 11/07/2018 12:30

A crise fiscal que atinge todo o estado faz mais uma vítima. Desta vez, as unidades prisionais de Minas Gerais podem sofrer com a falta de alimentos. O governo acumula uma dívida de R$ 101 milhões com os responsáveis pela alimentação nas unidades prisionais e socioeducativas.

Já são quatro meses sem receber pelos serviços e as empresas estão ameaçando parar o fornecimento até que a dívida seja sanada. Porém, ao que tudo indica, o Governo não tem previsão para regularizar os pagamentos.

De acordo com o Sindicato das Empresas de Refeições Coletivas do Estado de Minas Gerais (Sinderc-MG), nesta semana dois presídios tiveram racionamento de carne e até de arroz.

O sindicato ainda afirma que desde março, os presídios sob responsabilidade da Secretaria de Administração Prisional (Seap) não são feitos. De março a julho, os atrasos já contabilizam R$ 93 milhões nos 200 presídios sob responsabilidade da Seap.

Anexos para downloads:

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: