Anuncie
Amirt

Novo software permite estudos de viabilidade de canais

Por: Agência Amirt 02/11/2017 8:08

por: Tainá Farfan  (ABERT)

O diretor de Rádio da ABERT, André Cintra, apresentou, na última quinta-feira (26), aos engenheiros das emissoras presentes ao Congresso da AGERT, o programa de software “Spectrum E” (SCR Broadcasting), que permite a realização de estudos de viabilidade de canais de TV e de rádios AM e FM.

Recentemente, a Anatel implantou o Mosaico, sistema de controle de informações das rádios e canais de TV, que simula situações técnicas de engenharia, considerando fatores complexos como, por exemplo, potência, relevo e interferência entre canais. Pela sofisticação do Mosaico, os projetos apresentados pelos engenheiros acabam sendo rejeitados ou com pedidos de ajustes (exigências), já que as simulações não seguem os mesmos critérios da Anatel.

A ABERT está em negociações com a ATDI, empresa proprietária do programa que desenvolveu o Mosaico, para que os engenheiros projetistas, independentes, ou das emissoras – e as próprias associações – possam usar o programa, simulando as mesmas situações que os técnicos da Anatel, e evitando, desse modo, possíveis erros.

“São grandes as chances de haver um acordo em breve, o que irá nos capacitar a fazermos exatamente os mesmos estudos sobre viabilidade do uso dos canais. Dessa forma, os nossos engenheiros simularão em igualdade de condições com a Anatel”, afirma Cintra.

Preço do software

O valor mensal pelo uso do software é de US$ 299, que deverá ser pago diretamente à ATDI. Uma vez pago o valor, o software pode ser usado por 30 dias e um novo pagamento somente será necessário quando houver necessidade de novos estudos, o que valerá por mais 30 dias. Em casos de análises e estudos constantes, a compra poderá ser anual; assim, a emissora (engenheiro) receberá um bônus de 2 meses, que equivale a um desconto de cerca de 17%.

Em outra frente, a ABERT está programando um novo curso a distância, em conjunto com a ATDI, para que os engenheiros possam aprender sobre o uso do software.

“Sabemos que tais medidas não resolvem por completo os problemas, mas a ABERT não mede esforços ao buscar melhorias para o Mosaico e esperamos que tais providências resultem em benefício para a nossa classe”, afirma o diretor geral da ABERT, Luis Roberto Antonik.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: