Pedro Cine Fotos
Amirt

PF realiza nesta quarta (21) operação que investiga desvio de recursos da Secretária de Saúde de MG

Por: Agência Amirt 21/03/2018 10:48

A Polícia Federal (PF) de Minas Gerais realiza na manhã desta quarta-feira (21), a Operação “Amphíbia”, que investiga uma organização criminosa que seria responsável por fraudes em licitações e desvios de recursos federais e estaduais na Secretária de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES).

A investigação teve início após a realização de uma auditoria, feita pela Controladoria Geral do Estado, de um contrato firmado entre a Secretaria e uma empresa de prestação de serviços. A empresa foi contratada para oferecer suporte nas áreas de propaganda, promoção e eventos referentes ao combate à dengue e à gripe.

Entre as fraudes, está o vínculo direto da empresa contratada com outras instituições privadas responsáveis por pesquisas de mercado para definir os valores de referência do edital e fundamentar prorrogações contratuais.

Além disso, foram feitos orçamentos superestimados, aumento artificial do valor do contrato sem nenhuma causa que justificasse o ato, clausulas que aumentavam a remuneração da empresa contratada e pagamento por serviços não comprovados.

De acordo com a Polícia Federal, a suposta organização criminosa manipulava e direcionava as normas do edital de licitação para aumentar os lucros e diminuir as garantias da Administração Pública e seu poder de fiscalização, o que facilitava o desvio de recursos.

As manobras foram feitas por servidores que possuíam vínculos direto ou indireto com a empresa contratada. Segundo a operação, um dos servidores, inclusive, alternava seu vínculo empregatício entre as empresas envolvidas no esquema criminoso e a SES.  O nome da operação surgiu por este motivo, já que o esquema dependia desses servidores “anfíbios”, que revezavam os vínculos contratuais, ora com o Estado, ora com as empresas privadas.

G.R

Anexos para downloads:

%d blogueiros gostam disto: