[Zero A Cem] Ouvinte pergunta se compensa “subir” do Fit para o Civic

Para Jucélia Amorim Amaral, de Juiz de Fora, nossa dica é conhecer a versão 2018 do hatchback e aguardar pelo novo City

A leitora Jucélia Amorim Amaral, de Juiz de Fora, conta que possui um Honda Fit, desde zero-quilômetro, e sonha em trocá-lo pelo novo Civic. Pergunta minha opinião sobre o sedã e pede uma dica de boa relação custo/benefício. Bom, Jucélia, primeiro muitíssimo obrigado pela sua audiência. Segundo, você já deve ter feito as contas e visto que a diferença de preços entre o seu Fit, usado, e um Civic novinho é muito grande. Se o Fit te agrada, a boa notícia é que o modelo 2018, que parte de R$ 58.700 e já está nos revendedores, é muito legal e traz novidades de segurança, conforto e conveniência em relação ao seu que merecem uma conferida – o Civic não sai por menos de R$ 88 mil. É bom lembrar, Jucélia, que entre o Fit e o Civic fica o City, que nada mais é do que a versão sedã do seu carro. Agora, não está numa boa hora para comprá-lo, porque os aprimoramentos que o hatchback acaba de ganhar, para 2018, em breve serão estendidos para ele. Pessoalmente, eu gosto de subir degrau por degrau, porque, além de ser uma forma mais econômica de ir escalando a linha de uma marca, você tem uma ideia mais clara daquilo que, efetivamente, precisa. Certinho?!?

A gente segue se encontrando por aqui!

Sonho de consumo: pena que diferença de preços entre o um Fit, usado, e um Civic novinho é muito grande
Sonho de consumo: pena que diferença de preços entre o um Fit, usado, e um Civic novinho é muito grande

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: