Campanha Outubro Rosa alerta para prevenção do câncer de mama

Nágela Samanta Souza descobriu o câncer de mama no ano passado e, desde então, luta para sobreviver

Celebrada anualmente com o objetivo de conscientizar as mulheres acerca da importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, foi iniciada, no primeiro dia do mês, a campanha Outubro Rosa. Com a maior atenção aos cuidados com o corpo, é possível aumentar as chances de cura e reduzir a mortalidade, alertam os coordenadores da campanha.

O câncer de mama está entre os tipos da doença que mais acometem as mulheres, principalmente, a partir dos 35 anos de idade, tendo os seus riscos aumentados a partir dos 50 anos. Uma das formas de prevenção é a realização da mamografia, considerada hoje o principal método de identificar a doença. O exame deve ser realizado a cada dois anos, nas mulheres de 50 a 74 anos, e nas mulheres de 40 a 49 anos que tenham histórico familiar de câncer de mama de parentes direto (mãe ou irmã).

Prevenção

O coordenador médico da Unidade de Oncologia do Hospital Márcio Cunha (HMC), Luciano de Souza Viana, afirmou que quanto mais precoce a doença for detectada, mais eficaz será o tratamento. “Quando a doença é descoberta no início, as chances de cura são maiores que 90% e o tratamento é geralmente menos intenso, prevalecendo a cirurgia conservadora e muitas vezes não sendo necessário a quimioterapia”, afirmou.

Luciano de Souza ainda acrescentou que a campanha Outubro Rosa é uma oportunidade para falar acerca da doença, conscientizar as pessoas da importância da realização dos exames de rastreamento para detecção precoce do tumor, assim como reforçar os cuidados e hábitos de vida saudáveis para minimizar o risco do surgimento da doença. “Outra importante forma de detectar precocemente o câncer de mama é fazendo o autoexame. É necessário apalpar as mamas, prestando sempre atenção se há alguma alteração suspeita. Toque-as durante o banho, deitada (antes de dormir ou ao acordar) ou na frente do espelho”, ressaltou.

Paciente

A paciente Nágela Samanta Souza, de 28 anos, que teve câncer de mama, contou que descobriu a doença após sentir uma febre intensa no fim de setembro do ano passado, o que levou a procurar ajuda médica. “Eu marquei meu ultrassom e, nesse exame, o médico já falou que eu tinha 95% de estar com câncer de mama. Aí, quando foi em outubro eu fiz uma biópsia, que apontou a doença. Em novembro, quando eu fiz a cirurgia, retiraram 80% do meu seio, mas não tinha salvado a mama porque o câncer já estava avançado. Em janeiro eu fui internada por causa de uma dor muito forte e fui diagnosticada com metástase óssea”, contou.

Nágela também destacou que as pessoas têm o costume de demorar para procurar ajuda médica quando sentem alguma dor, mas às vezes, pode ser tarde demais. “Meu corpo já estava pedindo socorro há um tempo, só que eu não percebia. Deixei tudo isso para continuar trabalhando. Aí, agora, acabou que a vida me fez parar um pouco para descansar. Hoje dou mais valor à vida, apesar de sentir muita dor. Então, procuro curtir mais a minha filha, que cuida de mim 24 horas”, pontuou.

Isenção da mamografia

Além de uma campanha educativa de conscientização, o Usisaúde vai facilitar a vida de suas beneficiárias. “As mulheres com idade de 60 a 74 anos, que residem no Vale do Aço, e que não realizaram o exame nos últimos dois anos, terão a isenção da mamografia durante o mês de outubro. Para o agendamento, elas deverão entrar em contato com o Call Center no telefone 0800 283-0040 agendamento do exame”, informou a gerente de Promoção da Saúde da Usisaúde, Fernanda Ferreira Monteiro.


Campanha Outubro Rosa alerta para prevenção do câncer de mama

Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: