Pedro Cine Fotos
Vale do Aço

Deputada Rosângela Reis se filia ao Podemos

Por: Diário do Aço 24/03/2018 10:32
Danilo Emerich

Deputada estadual Rosângela Reis ao lado do presidente estadual do Podemos, o prefeito de Betim, Vitório Mediolli; e o pré-candidato a presidente da República, o senador Álvaro Dias

A deputada estadual Rosângela Reis assinou a ficha de filiação do Podemos na sexta-feira (23), durante evento realizado na Câmara Municipal de Belo Horizonte. A filiação ocorreu junto a posse da Executiva Estadual e contou com as presenças do pré-candidato à presidência da República, senador Álvaro Dias (PR); da presidente nacional do partido, deputada federal Renata Abreu (SP); da presidente da Executiva Estadual, e do prefeito de Betim, Vitório Mediolli, que fez o convite pessoalmente da nova sigla para a deputada Rosângela Reis.

Rosângela Reis considera que diante do cenário atual o PODEMOS é o caminho mais seguro para continuar defendendo as bandeiras da formação profissionalizante, proteção ao trabalho e aumento de emprego e renda, empoderamento das minorias, especialmente mulheres, crianças e idosos em situação de risco, além das demandas como educação, saúde e segurança pública.

Segundo Rosângela, “a filiação ao Podemos dará continuidade ao importante trabalho em defesa do desenvolvimento da região Leste de Minas, além de consolidar novas alianças políticas e parcerias, que vão gerar ótimos resultados e ainda mais conquistas para os municípios que representamos e a todo o estado de Minas. Reforço o meu compromisso com o eleitorado que confiou em nosso mandato. Quero continuar defendendo as grandes causas e os interesses da minha região e de todo o estado no legislativo mineiro”, afirmou a deputada estadual Rosângela Reis.

Saída do PROS

Rosângela Reis também falou sobre o desligamento do Partido Republicano da Ordem Social (PROS). “Sempre prezei pelos partidos que me filiei, cada um com sua ideologia, mas todos buscando a defesa das minorias e da justiça social. Todo trabalho que fiz, tenho a consciência tranquila que contribui para o fortalecimento de todos eles. Mudaremos quantas vezes for preciso, pois os partidos são formadas pelas pessoas”, disse.

A deputada ainda completou: “Quando entrei para o PROS, havia uma proposta dentro de um grupo. Agora, o presidente nacional do partido e os deputados federais defendem os recursos do fundo partidário. É a sobrevivência da sigla em detrimento das bandeiras defendidas. Estamos sempre de olho nas composições de chapas e das legendas para garantir a continuidade do trabalho no legislativo mineiro”, afirmou Rosângela, que se filiou ao PROS em 2014 e foi a única deputada estadual eleita pelo partido na oportunidade.

História do Podemos

O Podemos tem a genética das grandes transformações, herdada de um partido que sempre lutou pelos direitos dos cidadãos. Ao longo da história política deste País, o progenitor do Podemos, o PTN, teve trajetória irretocável de lisura e conduta, assumindo a frente de importantes causas que fortaleceram o desenvolvimento da Nação.

O Podemos nasceu em 6 de outubro de 1945, quando o Tribunal Superior Eleitoral concede ao PTN seu registro provisório e um ano depois conseguiu o registro definitivo. Em seguida, elege diversos políticos em âmbito nacional, sendo o de maior expressão o presidente Jânio Quadros. Em 27 de outubro de 1965, o velho PTN é extinto pelo Ato Institucional nº 2, que inaugura a era do bipartidarismo, com Arena e MDB.

Em maio de 1995, Dorival de Abreu e um grupo de idealistas recriam o PTN. Sempre marcado presença nacional e em todos os estados do Brasil, em 2013, com a jovem Renata Abreu assume o comando do partido e dá início o projeto partidário que visa a conquista de maiores espaços na política nacional. Em 2016, o PTN mudou de nome para Podemos.



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br