Pedro Cine Fotos
Vale do Aço

Fiscais realizam operação no Centro de Ipatinga

Por: Diário do Aço 12/09/2017 18:32
Wôlmer Ezequiel

Barras de ferro e madeira foram instaladas por 13 lojistas no Centro de Ipatinga

Fiscais da Prefeitura de Ipatinga iniciaram, nesta semana, uma operação de combate ao comércio irregular dos vendedores ambulantes não cadastrados, no Centro da cidade. No exercício dessa atividade, ocupam calçadas e até mesmo vagas de estacionamento, o que provoca transtornos aos lojistas e aos consumidores. Outra ação realizada pelos agentes da PMI foi a inspeção da instalação de defensas metálicas e de madeira, nas calçadas, para aumentar a segurança das lojas contra arrombadores que têm usado carros para estourar as portas de aço.

Conforme a administração municipal, o trabalho de fiscalização deverá ter uma frequência regular na região, com o empenho de quatro fiscais para assegurar que o Código de Obras e Posturas do município seja cumprido. O presidente da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Ipatinga (Aciapi), Cláudio Zambaldi, destacou a importância deste trabalho.

“Gostaríamos de parabenizar a Administração Municipal pela retirada dos ambulantes das ruas. Os fiscais permanecerão no Centro para que os passeios não sejam novamente ocupados pelo comércio irregular. Esta é uma reivindicação da classe empresarial e a Prefeitura tem buscado sanar este problema”, destaca Cláudio.

Barras de proteção

Com o registro recente de arrombamentos em duas lojas no Centro de Ipatinga, 13 lojistas decidiram instalar barras de proteção na porta de seus estabelecimentos a fim de evitar que as lojas sejam alvo deste tipo de crime. Contudo, a medida contraria a legislação municipal. Com a operação de fiscalização realizada pela Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), os empresários também foram chamados à atenção.

Divulgação

Encontro reuniu lojistas e representantes da Aciapi, CDL de Ipatinga, Prefeitura e PM

Para entender melhor a situação, o secretário da Sesuma, Gilmar Luciano Alves, participou de uma reunião entre os proprietários, Aciapi e a 82ª Companhia da Polícia Militar, responsável pelo patrulhamento na área central de Ipatinga. No encontro ficou determinado que nenhum lojista que já instalou as barras seria autuado, contudo as estruturas devem ser retiradas, ainda sem um prazo estabelecido.

A prefeitura estuda, junto à associação e PM, uma medida efetiva para a proteção do comércio, mas que não gere risco ao consumidor e que mantenha uma estética agradável no Centro da cidade.

Paliativo

O proprietário da loja Só Marcas, Marco Aurélio Ramos, foi vítima recente dos criminosos e instalou as defensas na calçada. Para ele, esta é uma das ferramentas contra os arrombamentos. “A reunião foi proveitosa e os representantes da prefeitura entenderam que, infelizmente, este é um dos poucos recursos que temos para proteger o nosso patrimônio. Agora, estamos trabalhando em conjunto para encontrarmos uma solução definitiva”, salienta Marco.

A loja vizinha, uma franquia da Cobra D’Água, também foi arrombada e o lojista também instalou as barras na calçada. A gerente da empresa, Pâmela Alves, destaca em entrevista ao Diário do Aço que a solução é paliativa, mas necessária. “Nossa situação está complicada, a loja já foi arrombada. Tomamos esta medida para evitar mais roubos, enquanto não tem outra providência para combater os crimes. Aguardamos a solução desta situação”, afirma a gerente.



Postado originalmente por: Diário do Aço

Veja também
%d blogueiros gostam disto: