Anuncie
Vale do Aço

Programa em Ipatinga ajuda pessoas que querem parar de fumar

Por: Diário do Aço 17/12/2017 8:32
Divulgação

Cerca de 190 pessoas que participam desse programa, desenvolvido nos moldes do Ministério de Saúde em parceria com o Instituto Nacional de Câncer (Inca)

Os interessados em parar de fumar já podem procurar uma das dez Unidades Básicas de Saúde (UBS) em Ipatinga, que oferecem o Programa de Controle de Tabagismo. A informação é da diretora do Departamento de Atenção Básica da Secretaria de Saúde, Juliana Ávila, que explicou sobre o serviço oferecido para a população há um mês.

A diretora explica que, atualmente, são cerca de 190 pessoas que participam desse programa, desenvolvido nos moldes do Ministério de Saúde em parceria com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), com o objetivo de reduzir o número de fumantes ativos no município e a dependência da nicotina. “Este programa foi restruturado e no mês passado iniciou nas dez UBS do município, que estão localizadas no Limoeiro, Esperança, Bethânia, Vila Celeste, Vale do Sol e Vila Militar, mas queremos que no próximo ano todas as UBS do município oferecem o programa”, afirma.

Conforme a diretora, o programa tem um período de seis meses, com 12 sessões estruturadas, sendo que no primeiro mês ocorre semanalmente. “Ao longo dessas sessões, os participantes são encaixados em grupos com 15 a 20 usuários, que contam com uma equipe multiprofissional, que possui médico, enfermeiro, psicólogo, nutricionista e educador físico para ajudar o dependente”, destaca Juliana Ávila.

Etapas

A diretora enumerou as etapas que os interessados devem passar após fazerem as inscrições no Programa de Controle de Saúde. “Eles podem procurar as UBS do município para realizar as inscrições, depois eles passarão por uma avaliação clínica com um médico, que solicitará exames laboratoriais. Após isso, será entregue um questionário para avaliar o grau da dependência do indivíduo. A partir daí que ele será inserido nos grupos com a equipe multiprofissional”, esclarece.

Reprodução

Juliana Ávila explicou sobre o Programa de Controle de Tabagismo

Dentro das seções, os pacientes recebem orientações sobre como que são os primeiros dias sem o cigarro e participam de discussões que abordam os malefícios do tabaco para o organismo.

Tratamento

Juliana Ávila acrescenta quais são os dois tipos de tratamento usados nos participantes do programa. “Pode ser medicamentoso ou não, vai depender do grau de dependência do usuário. Mas vale ressaltar que hoje o município oferece tratamento com bupropiona e adesivo de nicotina. Então o médico vai solicitar um dos dois tipos de acordo com a avaliação que for feita”, afirma.

Realidade

O tabagismo é um problema de saúde pública que tem altas taxas de mortalidade e morbidade. “Devido ao uso prolongado do cigarro, várias pessoas estão tendo doenças respiratórias, o que acaba elevando os casos de internação e até mesmo de morte”, salienta Juliana Ávila.

Para mais informações os interessados também podem acessar o site do Ministério da Saúde, que terá mais detalhes: www.portalms.saude.gov.br.



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br