Pedro Cine Fotos
Vale do Aço

Unidade dos Bombeiros Militares em Ipatinga será elevada a batalhão

Por: Diário do Aço 31/10/2017 19:32
Wôlmer Ezequiel

Uma das mudanças com a elevação para batalhão será o aumento do número de viaturas

A 3ª Companhia Independente do Corpo de Bombeiros Militares de Minas Gerias (CBMMG), em Ipatinga, será elevada no próximo ano para o status de 11º Batalhão de Bombeiros Militares. A informação foi divulgada pelo comandante do 5º Comando Operacional do Corpo de Bombeiros, coronel Silvane Givisiez, em entrevista na tarde desta terça-feira (31).

Segundo o comandante Giviziez, esse processo de elevação já vem sendo realizado ao longo dos anos anteriores pelo major Alexsandro Carlos Oliveira Nunes, comandante da unidade local, que ofereceu os meios para tornar possível essa elevação da companhia ao status de batalhão. “Como nós temos condições para que isso ocorra, além do apoio do comando geral da corporação, a gente conseguiu esse fim. Com isso, já até marcamos uma data para essa elevação, que será no dia 29 de abril de 2018, aniversário do município de Ipatinga”, explica Giviziez.

Mudanças
O comandante acrescenta que a elevação irá proporcionar mudanças nos serviços do corpo de bombeiros. “Hoje temos cerca de 200 militares, após a elevação, irá praticamente dobrar, passando para mais de 400, ou seja, teremos 200 oportunidades de emprego na região” afirma.

Outra mudança citada pelo oficial é que o comando da companhia passará de major para tenente-coronel. “Ainda esperamos que o major Nunes permaneça no comando, devido aos trabalhos que desenvolveu durante esse tempo. Então temos que ver como que vai ficar a patente dele”, informa.

Benefícios na região
O comandante Giviziez acrescentou que a elevação da unidade dos Bombeiros em Ipatinga pode trazer benefícios também para as outras cidades da região. “Hoje temos bombeiros em Ipatinga, Fabriciano, Timóteo, Itabira, Manhuaçu e Caratinga. Então, podemos dizer que em Manhuaçu, por exemplo, de imediato passaria para companhia e em Caratinga seria elevado para pelotão, em todos os casos com efetivo aumentado. Então seria um ganho tanto na questão de pessoal, quanto na questão logística, já que a região contaria com mais viaturas para atenderem a população”, conta.

A informação foi divulgada pelo coronel Silvane Givisiez (E) e pelo major Nunes

Aeronave
Em relação a uma aeronave para atender a região, o comandante disse que já é discutido qual local ficaria baseada um helicóptero e que Ipatinga chegou a ser indicada nas reuniões, porém, perceberam que não é viável essa alternativa. “Na questão técnica, se essa aeronave permanecer em Governador Valadares, tem condição de ir para qualquer lugar da região do 5º comando e retornar sem abastecer, o que não seria possível se ficasse em Ipatinga, mas mesmo assim a cidade não ficará prejudicada, porque o deslocamento de Governador Valadares até aqui gasta, em média, 15 minutos”, salienta.

Estrutura em Fabriciano
O coronel Giviziez esclarece que, no caso de Coronel Fabriciano, o pelotão do Corpo de Bombeiros será anexado ao prédio do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DEER). “Já está em fase final a confecção e assinatura do Termo de Cessão e de Uso. Vamos ter uma reunião para verificar os assuntos de reforma para esse local”, destaca.

Motobomba
Outra novidade divulgada pelo comandante, é que Ipatinga será pioneira em Minas Gerais na aquisição de motobombas, em um trabalho do comandante, major Nunes, junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT). “Por meio de doações, teremos quatro motobombas, que vão agregar muito na qualidade do nosso serviço e facilitar para chegar em determinados locais”, concluiu.



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br