Anuncie
Juiz de Fora e Região

PC desmonta esquema de venda de drogas no bairro São Benedito

Por: Diário Regional 05/04/2018 14:37

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) através do 4°departamento de Polícia Civil, 1ª DRPC de Juiz de Fora-MG, através da Delegacia Especializada Antidrogas realizou na noite dessa quarta-feira, 4, a Operação Beneditina que culminou na prisão de cinco autores, entre eles o foragido da justiça e um dos traficantes mais conhecidos da cidade, Willian Silas Leite. Ação ocorreu no bairro São Benedito, zona Leste da cidade.

De acordo com o Delegado, da Especializada de Anti Drogas, Rogério Woyame, a ação foi resultado de investigações da polícia que vinham ocorrendo na região. “Há algum tempo vínhamos observando a área, buscando um lugar para observar uma residência onde ocorriam as vendas de drogas. Entretanto, era muito difícil parar um carro na região sem chamar a atenção” explicou.

Na noite desta quarta, uma viatura conseguiu se posicionar de forma que não fosse identificada. “Vimos uma pessoa chegando à casa e tocando a campanhia. Abordamos o indivíduo que apesar não ter nenhum tipo de droga, apresentou nervosismo e tentou fugir dos policiais” relatou Woyame. O suspeito, de 43 anos, recebeu voz de prisão em flagrante pelo crime de desobediência.

Durante a abordagem do homem, outro indivíduo chegou ao ponto de vendas e chegou a pedir duas peças de drogas, que foram repassadas a ele por debaixo da porta da residência. O delegado explicou que “no local eles vendem as drogas sem abrir a porta justamente pra dificultar a ação policial. Nós aguardamos para ver se a porta iria abrir e então tentarmos entrar.”

Os policiais conseguiram escutar a conversa dos autores dentro da residência, que contava com forte esquema de segurança, cercada por paredes altas e portão de ferro com abertura para a parte externa. Durante o diálogo os traficantes afirmavam esperar o usuário que comprava drogas se afastar, para que então, abrissem a porta da casa. Nesse momento os policiais conseguiram entrar no local e realizaram a abordagem.

No andar de cima da residência, em um cômodo principal, por cima de uma cama, foi localizada grande quantidade de maconha, cocaína e crack, em formatos e porções maiores. Outra quantia estava dentro de uma mochila ao lado da cama.

Ao todo foram apreendidas 29 pedras brutas de crack; 63 pedras de crack prontas para venda; 57 porções de cocaína em pedra; 31 papelotes de cocaína; 21 porções grandes de maconha; 35 buchas de maconha; uma porção de pasta base de cocaína; um rádio comunicador sintonizado na frequência da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) e duas balanças eletrônicas. Todo material apreendido e encaminhado para delegacia.

Além do rádio comunicador para estarem cientes das informações da PMMG, os autores também planejavam instalar câmeras de vigilância no entorno da casa a fim de monitorar qualquer ação da polícia. Os equipamentos também foram apreendidos.

Segundo Woyame, os quatro autores foram presos em flagrante, sendo que um deles era o dono da casa e tinha contato com outros traficantes da região. “Todos foram presos e encaminhados para o Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp). O autor de 35 anos, William Leite, é um traficante muito conhecido na cidade, possui várias passagens na polícia por homicídio e tráfico de drogas. Além disso, também tem envolvimento com outro dois traficantes presos mais de uma vez pela Polícia Federal por trazer drogas para a cidade” explicou o delegado.

Willian Silas Leite possui dois mandados de prisão expedidos em seu desfavor, referentes a condenações por tráfico e homicídio, os quais somam um total de 35 anos de prisão. Ele ficou amplamente conhecido por ter integrado a Organização Criminosa “Irmãos Metralha”, responsável pelo tráfico de drogas na zona leste da cidade. O foragido era conhecido como o “matador dos metralha”.

Woyame também destacou as ações da polícia que “vem trabalhando para conseguir identificar o dono do ponto de venda de drogas e prendê-lo de maneira que consigam vincular a droga ao verdadeiro proprietário que comanda o tráfico no local”.

Ao todo, oito policiais participaram das investigações e da ação dessa quarta. A população também pode colaborar com o trabalho da polícia através do disque-denúncia, 181. As ligações são anônimas.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: