Encontro
Juiz de Fora e Região

PJF divulga balanço da Operação “Boas Festas”

Por: Diário Regional 29/12/2017 18:37

A Prefeitura de Juiz de Fora concluiu, nesta sexta-feira, 29, os trabalhos da Operação “Boas Festas”, que teve como objetivo fiscalizar e orientar os responsáveis pelos estabelecimentos comerciais da cidade durante o período natalino, na área central e nos bairros com atividades comerciais mais intensas.

Nos trabalhos da Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/JF), os problemas relacionados à ausência de preço nos produtos foi o principal problema encontrado pelos fiscais e técnicos durante as vistorias realizadas em 418 estabelecimentos. Foram visitados 58 estabelecimentos do ramo alimentício e 360 lojas em shoppings, lojas de departamento, eletroeletrônicos e comércio em geral, com 59 estabelecimentos autuados por falta de preço ou outras irregularidades relacionadas a leitores óticos.

Para o superintendente do Procon/JF, Eduardo Schroder, o balanço foi positivo em relação à qualidade dos alimentos ofertados ao consumidor, mas os comerciantes ainda descuidam quando o assunto é preço: “Pela primeira vez, não encontramos nenhuma irregularidade nos estabelecimentos relativa à qualidade dos alimentos. Isso mostra que o trabalho tem dado resultado. Já em relação à precificação, foram encontrados vários erros. Estamos preparando a campanha educativa ‘Vitrine legal tem preço´, para tentar focar o ponto que foi o principal problema”.

O resultado foi parecido no trabalho feito pelo departamento de Vigilância Sanitária (Dvisa) da Secretaria de Saúde (SS). Nos 70 estabelecimentos vistoriados, entre supermercados, atacadistas, distribuidoras de alimentos, lanchonetes e restaurantes, não foram encontradas irregularidades. Na avaliação do Dvisa, este resultado é reflexo do trabalho que vem sendo feito ao longo do ano, com orientação técnica constante, que é o principal papel da Vigilância Sanitária.

 

FISCALIZAÇÃO DO COMÉRCIO FORMAL E AMBULANTE

A Secretaria de Atividades Urbanas (SAU) promoveu a fiscalização dos comércios formal e ambulante, visando a garantir ordenamento e qualidade do ambiente urbano, coibindo a ocupação de vias e logradouros públicos, dentre outras infrações às normas previstas no Código de Posturas. Até sexta-feira, 29, foram realizadas 146 fiscalizações. Além disso, a SAU apreendeu 3.663 mercadorias de ambulantes irregulares, como mídias, óculos, frutas, sombrinhas, calçados, entre outros. Neste período, as situações irregulares mais cometidas foram: panfletagem sem autorização; utilização de som voltado para a via pública; e obstruções por meio de carga e descarga e/ou exposição de produtos.

 

Fonte: Assessoria

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: