Encontro
Juiz de Fora e Região

PM recupera cerca de R$200 mil em peças de alumínio roubadas

Por: Diário Regional 12/12/2017 21:37

Após recebimento de denúncia, a Polícia Militar (PM) recuperou uma carga de materiais de alumínio, roubada em 2016 e orçada em cerca de R$200 mil, em um galpão na Rua Domingos Lopes, bairro Nossa Senhora das Graças, zona Nordeste de Juiz de Fora, na noite dessa segunda-feira, 11. Um homem de 40 anos, suspeito de receptar o material, foi preso.

Segundo informações do Boletim de Ocorrências (BO) da PM, a vítima, um empresário do ramo de metais da cidade de Itatiba (SP), relatou que em agosto de 2016 recebeu um pedido de orçamento de uma empresa da Bahia. Ainda segundo ele, foram feitas pesquisas de referência e não foram encontradas divergências ou irregularidades em relação à compradora.

O material foi fabricado e retirado por uma transportadora, mas não chegou à ser entregue em seu destino final. Diante de tais fatos, o fabricante não recebeu pela carga, cerca de 14 toneladas de peças de alumínio.

O empresário relatou, ainda, ter tomado conhecimento de uma situação semelhante, registrada pela Polícia Civil (PC) do Espírito Santo, sendo a vítima outra pessoa jurídica que trabalha com produtos de metal naquele estado. No caso em questão, o material roubado teria sido recuperado em um imóvel na Rua Domingos Lopes, em Juiz de Fora.

Ainda conforme o BO, de posse das informações repassadas pela vítima, uma equipe da Polícia Militar se deslocou até o referido local para verificar a situação. O portão do galpão encontrava-se fechado, mas, pelos basculantes, os militares da guarnição verificaram que havia material condizente com os fatos apresentados pela vítima.

Em contato com o delegado de plantão, foram levantadas informações sobre a ocorrência de recuperação da carga da empresa do Espírito Santo e verificado que o autor da receptação seria o proprietário do galpão.

Após acesso ao local, um perito realizou os serviços de praxe e constatou que as peças continham as etiquetas de identificação informadas pela vítima, que também reconheceu os produtos.

Informações levantadas pelos policiais também davam conta de que o proprietário do galpão já havia sido conduzido, em data anterior, pela mesma prática. Uma guarnição se deslocou até a residência do suspeito, que confirmou ser dono do imóvel e do material. O autor afirmou, ainda, que não sabia a real situação dos produtos e que teria adquirido os mesmos de um senhor, sem nota fiscal, pelo valor R$11 o quilo.

Ainda segundo o suspeito, ele não teria comparado o nome constante na mercadoria com o nome de quem lhe vendeu as peças. A pedido do mesmo, os policiais se deslocaram até sua loja, na tentativa de verificar quem seria o vendedor, por meio de imagens das câmeras de segurança.

Após verificações em sistema, uma das equipes se deslocou até a casa do possível vendedor, mas o mesmo não foi encontrado. A esposa do suspeito informou que ele é representante comercial e estava viajando.

Diante dos fatos, foi dado voz de prisão ao dono do galpão, que foi conduzido, juntamente com a vítima e testemunhas, para a delegacia de plantão.

 

O material recuperado será restituído pela vítima.

No galpão, também foram removidos dois veículos e uma carretinha para transporte, veículos que podem ter sido utilizados para prática de infração penal.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: