Anuncie
Juiz de Fora e Região

Rede JF de Voluntários atua há 20 anos na promoção da cidadania

Por: Diário Regional 27/08/2017 6:37

Nesta segunda-feira, 28, é comemorado o Dia Nacional do Voluntário, data criada para homenagear e destacar o trabalho das pessoas que atuam como voluntárias em diversas causas para o bem da comunidade.

Muitas organizações sobrevivem graças ao trabalho dos voluntários e, em Juiz de Fora, a Rede JF de Voluntários é uma dessas organizações. Criado há 20 anos por um grupo de amigos liderado pelo médico Antônio Jorge, que apoiou na estruturação da proposta, o projeto não possui nenhum vínculo religioso.

A iniciativa é voltada para demandas sociais, para públicos que vivem na vulnerabilidade e exclusão social e que estão distantes dos seus direitos fundamentais e básicos. A Rede conta com médicos, advogados, enfermeiros e cabeleireiros, que atuam como voluntários. Além disso, o projeto tem parceria com os produtores do Ceasa, que doam alimentos para que sejam revertidos à famílias que precisam.

Segundo a coordenadora da Rede, Laura Santos, ser voluntario é se doar, dar um pouco do seu conhecimento e do seu talento em prol do próximo, é ser útil para alguém. “Nós contamos com cerca de 60 voluntários e esse número dobra em ações específicas. Temos um registro de 180 pessoas que foram auxiliadas desde fevereiro”, afirma Laura.

De acordo com a coordenadora, o objetivo do projeto é trabalhar em prol do cidadão juiz-forano, a fim de solucionar problemas nas mais diversas áreas, com o apoio dos voluntários. “Nosso principal desafio é fazer com que os atendidos sintam a vontade de correr atrás dos próprios sonhos, que eles entendam a necessidade que têm que se cuidar e fazer a parte deles”, afirma.

O advogado Dr. José Carlos de Oliveira conheceu o projeto através de Laura e está atuando como voluntário desde então, prestando auxílio e atendimento jurídico, com a finalidade de mostrar às pessoas o que elas têm direito e o que elas não têm. Dependendo da demanda, Oliveira também faz a representação judicial das pessoas, em casos que não envolvem valor econômico. Para ele, é muito gratificante o retorno através do sorriso de quem é ajudado. “Ser voluntário é uma espécie de trabalho no qual você doa o conhecimento sem esperar receber algo em troca”, afirma.

Uma das auxiliadas pelo projeto é a estudante de psicologia Aline Ottoni. Ela é portadora de Psoríase, uma doença do sistema emocional que causa feridas na pele. Há quatro anos faz tratamento com uma vacina biológica que custa R$9 mil, e, por não ter condições de pagar, teve que entrar na justiça para começar a receber o medicamento. No ano passado, a Prefeitura, alegando estar sem verba, parou de fornecer a vacina, e Aline buscou a ajuda da Rede para reivindicar seu direito. “Por intermédio da minha tia, conheci a Laura, que me apresentou o advogado do projeto.

Fui auxiliada através da ajuda deles para entrar na justiça e conseguir o medicamento novamente”, afirma.
Após ser ajudada, a estudante se tornou voluntária. “O que me motiva a ajudar as pessoas é o crescimento pessoal e a gratificação de ter ajudado de alguma forma na vida delas”, ressalta.

DEMANDAS

Uma das áreas na qual o projeto necessita de mais profissionais é no atendimento de psicologia e psiquiatria. De acordo com a coordenadora, a demanda é grande, pois muitas pessoas que sofrem de depressão procuram a Rede. Os acompanhamentos são feitos em grupo, uma vez que o projeto não possui voluntários suficientes para fazer o acompanhamento particular.

Quem quiser ser voluntário pode entrar em contato com a Rede através do número 98831-0005, pelo email redejuizdeforadevoluntarios@gmail.com, pelo Facebook (redejfdevoluntarios) ou ainda pessoalmente, na sede do projeto, na Rua Dr. Antônio Mourão Guimarães, nº440, bairro Santa Cruz, região Norte. Quem quiser procurar a Rede para receber algum auxílio também pode ir até a sede do projeto.

DIA DO VOLUNTÁRIO

Para comemorar o Dia Nacional do Voluntário, a Rede promoveu, nesse sábado, 26, uma palestra motivacional, com fins de auxiliar as pessoas que procuram emprego a se capacitarem para entrevistas e as incentivar a ir em busca de oportunidades.

Postado originalmente por: Diario Regional – Juiz de Fora

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: