Operação em Passos termina com 11 prisões por fraudes de contratos

Operação foi realizada pela Receita Federal com apoio do Ministério Público

______________________________________________________________________________________________________

Na manhã desta quinta-feira (16), foram efetuados 11 mandados de prisão, por fraudes em contratos com o município de Passos, no Sul de Minas. A ação foi realizada pela Receita Federal e o Ministério Público.

Além das prisões, foram expedidos 34 mandados de busca e apreensão e também foi protocolado bloqueio de ativos dos envolvidos que chegam ao valor de R$14 milhões.

Segundo a investigação da Operação Sacripanta, o esquema de fraudes funcionava desde 2012 e tinha a participação de um grupo de empresários. Servidores públicos também estavam envolvidos nas fraudes.

De acordo com a Receita Federal, o grupo trabalhava para conseguir contratos com o município, a partir daí recebiam valores por serviços não prestados ou feitos em baixa quantidade. As empresas que tinham seus nomes nas licitações fraudadas, estavam em nome de terceiros para que não houvesse a concentração de funções nos criminosos.

A Operação Sacripanta contou com o apoio de 12 servidores públicos, 20 promotores de justiça, 14 integrantes do Ministério Público, 45 policiais militares e um policial civil. Durante o dia cerca de 20 pessoas devem ser interrogadas.

(com supervisão de Victor Veloso)

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: