28 Congresso
Divinópolis e Região

Morreu o adolescente que fez vereador brigar com médicos em Nova Serrana – CPI será aberta

Por: Portal MPA 22/03/2018 11:00

Reportagem de Heitor Mazzoco para o Jornal “O tempo”

 

Após a morte de um adolescente de 17 anos, a Câmara de Nova Serrana, na região Oeste de Minas, vai abrir uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a situação da saúde local.

A proposta partiu do vereador Osmar Santos (Pros), que foi detido no domingo (18) após quebrar a porta da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) do município. Na ocasião, o vereador afirmou em entrevista ao O TEMPO que a confusão ocorreu depois de funcionários da UPA não atenderem adequadamente o adolescente, que sofreu um infarto.

“Queremos punir os culpados (pela morte do adolescente)”, disse o vereador. Ainda segundo ele, os servidores da UPA foram convidados a prestar esclarecimentos na Câmara nesta sexta-feira (23). Os depoimentos, caso ocorram, não fazem parte da CPI, que ainda será instalada.

Santos afirmou também que convocou a secretária de Saúde do município, Gláucia Sbampato, para comparecer à Câmara também nesta sexta. “Eu li a entrevista que ela deu para O TEMPO. Ela só falou mentira. Ela não estava lá (na UPA). Não viu nada do que aconteceu”, disse o vereador.

Confusão

No domingo (18), um adolescente de 17 anos passou mal e foi encaminhado à UPA da cidade. Pouco tempo depois, o vereador Osmar Santos foi ao local e exigiu a transferência do paciente para o hospital Santa Mônica, em Divinópolis.

Segundo ele, funcionários da UPA não queriam realizar a transferência. “Eu fui barrado e mesmo assim entrei na unidade e procurei o responsável. Ele disse que não era possível atender (o paciente) por causa da troca de turno. Então ele fechou a porta na minha cara”, afirmou o parlamentar na segunda-feira (19).

Após o funcionário fechar a porta, o vereador a quebrou. Ele foi detido e liberado. Santos pode responder por dano ao patrimônio e desacato.

Outro Lado

A secretária de Saúde de Nova Serrana, Gláucia Sbampato, afirmou que uma sindicância foi aberta para apurar o caso. Ela disse ainda que os servidores da UPA podem prestar esclarecimentos para os vereadores nesta sexta, caso queiram. Sbampato afirmou ainda que não recebeu nenhuma convocação ou convite para comparecer à Câmara.

Sobre as afirmações do vereador Osmar Santos, a secretária disse que vai soltar um parecer nesta quinta-feira (22). Ela se reuniu no começo da noite desta quarta-feira com o Departamento Jurídico da Prefeitura para debater o caso.

Na segunda-feira (19), ela havia dito que o adolescente foi atendimento corretamente pelos funcionários da UPA. “Quando o paciente chegou, o médico ficou 40, 50 minutos tentando reanimá-lo. Quando a equipe conseguiu reanimar o paciente, começou a buscar vaga em algum hospital pelo SUS. Foi quando ocorreu a confusão”, disse a secretária na ocasião.

 
 

Postado originalmente por: Portal MPA

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: