Encontro
Divinópolis e Região

Pela primeira vez as vendas pela internet devem superar as lojas no natal, mas consumidores devem ficar atentos.

Por: Portal MPA 10/11/2017 8:00

Mais pessoas planejam dar presentes de Natal neste ano do que no ano passado. De acordo uma pesquisa divulgada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) Brasil e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) cerca de 111 milhões de brasileiros vão dar presentes neste ano, em 2016 os dados apontaram apenas 108 milhões.

Mas a mudança mais significativa é em relação à disposição para fazer compras online. Pela primeira vez, mais pessoas planejam fazer compras pela internet. A pesquisa mostra que 40% tem esta preferência. Em 2016, eram apenas 32%. Shopping centers é a segunda opção com 37%, sendo que no ano passado eram 41%. E apenas 8% dos entrevistados afirmaram que não vão presentear ninguém neste Natal.

Para os especialistas o crescimento do comércio eletrônico é uma tendência que deve, inclusive, pressionar as lojas físicas a disputar a preferência dos consumidores. Dentro do comércio virtual, as páginas de grandes empresas são a opção de 68% dos compradores, seguida pelos sites de classificados de compra e venda 42% e os especializados em roupas, calçados e acessórios é de 34%.

Cuidados com sites falsos

Invasão de privacidade, uso ilegal de imagem, prejuízos financeiros e constrangimentos. Estas são algumas das consequências geradas pelos crimes cibernéticos. No estado de Minas Gerais são registrados em média, 56 denúncias por dia. Os dados são da Polícia Civil.

Para combater este problema foi criada no estado a Delegacia Especializada de Investigações de Crimes Cibernéticos (DEICC). Segundo dados do órgão o estelionato é o segundo crime mais comum na internet, perdendo apenas para a ameaça, que é a campeã de registros.

Na maior parte das vezes o golpe é aplicado durante as compras virtuais. Em uma página na internet ou em uma rede social, eles chamam a atenção das vitimas. Tudo parece estar em ordem. Mas é só impressão mesmo, pois depois de depositar o dinheiro em uma conta bancaria as pessoas tem uma surpresa. A mercadoria nunca chega e é ai que elas descobrem que foram enganadas.

Segundo dados do Comitê Gestor da Internet no Brasil, o setor de comércio eletrônico cresceu 250% nos últimos cinco anos. De acordo com a delegada Renata Fagundes Ribeiro ficar atento a itens de segurança na internet como os cadeados no canto do site e as nomenclaturas corretas das empresas e instituições financeiras é a dica para evitar as fraudes.

Veja a entrevista da delegada: 

Postado originalmente por: Portal MPA

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: