28 Congresso
Divinópolis e Região

Prefeitura de Divinópolis diz que UPA está trabalhando “no limite de atendimentos”

Por: Portal MPA 18/08/2017 17:00

Foto: Comunicação/PMD

A Prefeitura de Divinópolis divulgou uma nota a imprensa nesta sexta-feira (18), relacionada aos atendimentos da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto, localizada no bairro Ponte Funda no município. De acordo com o Executivo, a UPA encontra-se em uma situação que “beira os limites físicos e de pessoal”. “O governo de Divinópolis não tem medido esforços no sentido de garantir o atendimento na área de saúde. Mesmo com a constante busca de ampliação de investimentos e, principalmente, a busca de uma melhor eficiência no gerenciamento destes recursos, os desafios são constantes. Neste momento, a Secretaria Municipal de Saúde trabalha de forma determinante para garantir o pleno funcionamento da Unidade de Pronto-Atendimento”, informou a administração.

A prefeitura informou que atualmente a Unidade de Pronto Atendimento conta com 60 pacientes aguardando por internação. O Executivo ressalta ainda que a internação não é o “primeiro objetivo da unidade”. Para esses casos, os pacientes deveriam ser encaminhado para a rede conveniada. Porém, a maior parte dos casos se mantém na UPA à espera pela internação, já que o Hospital São João de Deus (referência no SUS) está com 100% de ocupação.

Ainda conforme a administração municipal, o fluxo também tem aumentado de forma considerável na unidade devido aos problemas respiratórios desta época do ano, como a baixa umidade do ar. A direção da UPA Padre Roberto já informou ao setor de regulação do Estado, responsável pelo encaminhamento de pacientes para internações, a situação crítica enfrentada no município. Os serviços de resgate dos bombeiros e Samu também foram informados desta realidade. A mesma recomendação foi repassada às unidades de atenção primária.

Leia a nota na íntegra

Nota à imprensa

Divinópolis, 18 de agosto de 2017 – O governo de Divinópolis não tem medido esforços no sentido de garantir o atendimento na área de saúde. Mesmo com a constante busca de ampliação de investimentos e, principalmente, a busca de uma melhor eficiência no gerenciamento destes recursos, os desafios são constantes. Neste momento, a Secretaria Municipal de Saúde trabalha de forma determinante para garantir o pleno funcionamento da Unidade de Pronto-Atendimento, a UPA Padre Roberto. Mas a situação beira os limites físicos e de pessoal do serviço oferecido.

Hoje, a UPA encontra-se com 60 pacientes aguardando internação. É importante destacar que este tipo de “espera por internação” não se caracteriza como primeiro objetivo da unidade. A previsão legal é de que a UPA ofereça atendimento emergencial. Sendo necessária a internação, o paciente deveria ser encaminhado para a rede hospitalar conveniada. Porém, diante do compromisso da administração e dos servidores da Saúde com o cidadão, a maior parte dos casos se mantém na UPA à espera da internação, até mesmo porque o Hospital São João de Deus, referência local para o SUS, está com 100% de ocupação.

O fluxo também tem aumentado de forma considerável em decorrência dos problemas respiratórios nesta época do ano, por causa da baixa umidade do ar. Diante deste quadro preocupante, a direção da UPA Padre Roberto já informou ao setor de regulação do Estado, responsável pelo encaminhamento de pacientes para internações, a situação crítica enfrentada no município. Os serviços de resgate dos bombeiros e Samu também foram informados desta realidade. A mesma recomendação foi repassada às unidades de atenção primária.

Sendo o SUS um serviço tripartite, ou seja, de responsabilidade conjunta dos municípios, Estado e União, a administração também busca apoio no sentido de minimizar este quadro de superlotação junto aos demais entes federados.

Postado originalmente por: Portal MPA

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: