Casado e com filhos, homem é suspeito de estuprar oito meninas e mulheres em Lagoa Santa

Um homem de 43 anos, suspeito de estuprar pelo menos oito meninas e mulheres entre 12 e 37 anos em Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foi preso na última segunda-feira (13). Entre as vítimas estão quatro sobrinhas dele.

Segundo o delegado Flávio Rabello Teymeny, o suspeito nega os crimes. As investigações começaram no início do ano, quando uma vítima procurou a delegacia da cidade em janeiro para denunciar o estupro. Após isso, outras três vítimas se sentiram encorajadas e também relataram à polícia os abusos. Até o momento, a polícia instaurou quatro inquéritos sobre estes crimes.

Mas, depois da prisão preventiva do homem, outras quatro vítimas também denunciaram e, por isso, mais quatro inquéritos serão abertos para investigar os casos. O homem é casado e tem dois filhos menores.

“Uma das vítimas tem 12 anos e outra, que hoje tem 17 anos, contou que foi estuprada por ele quando tinha 15. As outras são maiores. Três vítimas que são sobrinhas dele moravam no mesmo lote da família. Como ele tinha a facilidade de estar no local, esperava o momento em que elas estavam sozinhas para abordá-las e cometer os abusos. Outras vítimas também foram estupradas na casa dele, pois eram amigas da família. Uma delas, inclusive, contou que o conhecia há 10 anos e que é amiga dos filhos dele”, explica o delegado.

Algumas das vítimas teriam sido abusadas pelo suspeito quando estavam dormindo. Os crimes teriam sido praticados no ano passado.

Uma mulher, de 37 anos, esposa de um amigo do suspeito, contou que foi abusada por ele enquanto dormia sob efeito de remédios, e a filha dela, de 17 anos, relatou que também foi abusada pelo homem quando era mais nova. A filha chegou a contar para a mãe que colocava vários objetos atrás da porta para que ouvisse o barulho quando ele entrasse à noite.

“Mas ela não teve coragem de contar para ninguém. Eu comecei a notar que ela mudou o comportamento, tornando-se mais agressiva, mas não sabíamos quem era o responsável”, contou a mãe à polícia.

O suspeito também ameaçava as vítimas para que não falassem com ninguém sobre os abusos. “Ele usava de ameaças para evitar que as vítimas relatassem os abusos ou tentava praticar os atos enquanto elas dormiam”, disse Teymeny.

Pelo crime de estupro o homem pode pegar de 6 a 10 de prisão por cada vítima. Já a pena para o crime de estupro de vulnerável pode render de 8 a 15 anos de prisão por cada crime.

Por Portal Sete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: