Série artistas sete-lagoanos: conheça a cantora Bárbara Rocha

Você já ouviu uma música em inglês e quando foi ver o artista, ficou surpreso em descobrir que ele ou ela era brasileiro(a)? Isso pode ter acontecido algumas vezes quando as pessoas ouviram o último single da cantora sete-lagoana Bárbara Rocha, que lançou a música Be Strong em dezembro do ano passado com letras em inglês.

Bárbara afirma que “cantar em inglês abre portas para o mercado internacional da música, porque as mensagens das músicas serão transmitidas em um idioma que o mundo todo consegue compreender”.

Apesar de ser formada em Nutrição e possuir mestrado em Ciências Nutricionais, a mineira sempre gostou de cantar e desde a primeira vez que compôs, a letra da canção surgiu naturalmente em inglês na folha de papel.

Hoje ela está trabalhando no seu próximo álbum, sobre o qual não revelou detalhes a fim de surpreender o público durante o lançamento. Mas, talvez, o futuro trabalho da cantora tenha influência do que ela ouve ultimamente, que abrange os gêneros musicais folk, pop e rock exemplificados por James Bay, Brandi Carlile, KT Tunstall e Snow Patrol. Aliás, a cantora conta que boa parte de seu repertório é influenciado por artistas que ela conheceu através de séries estadunidenses, pelas quais relata possuir um verdadeiro fascínio. Além disso, Bárbara também ouve Beatles, Roxette, Queen, Alanis Morissette, Avril Lavigne, Pink, Maroon 5, Aerosmith, Christina Aguilera, Joss Stone, entre outros.

Foto:Laura Seixa, Bem Te Vi/
Foto:Laura Seixa, Bem Te Vi/

Confira a entrevista com a cantora:

• O que você faz para melhorar a sua música?

Busco sempre entender cada vez mais sobre minha voz, protegê-la de qualquer dano para poder me expressar da melhor forma possível. Aprendi muitas técnicas sozinha, mas hoje faço um belíssimo acompanhamento com minha fonoaudióloga Rejane Raposo para manter minha saúde vocal. Isso é fundamental, apesar de toda a paixão e dedicação à música.

• Quando e como começou a compor? Quando a composição em inglês entrou em pauta?

A primeira música que compus foi em inglês. A pedido de amigos, eu e uma amiga decidimos mandar um vídeo para um programa de televisão e somente depois nos demos conta de que precisávamos de músicas de nossa autoria. Em casa, com meu violão, consegui compor uma música e fiquei muito surpresa porque foi muito natural, mas só me dei conta de que a letra estava em inglês quando mostrei para minha amiga e ela disse “Ficou linda. O único problema é que não canto nada em inglês.”, (risos). Dali pra frente, simplesmente deixei acontecer.

• A quais assuntos você dedica as suas composições?

A maioria das composições são sobre lidar com a dor, seja ela oriunda das perdas, das dúvidas… eu costumo falar sobre o que todos nós tentamos calar. Sobre o que sentimos quando chegamos ao ponto de não querer ou conseguir falar.

• Há alguma canção autoral pela qual você possui um carinho especial?

Sim, o single BE STRONG. Além de ter feito quando estava prestes a perder alguém muito especial, eu sabia que seriam palavras nas quais eu mesma deveria me apoiar, por mim e por minha família.

• Qual atribuição Sete Lagoas exerce sobre a sua carreira musical?

Sete Lagoas me concedeu parceiros! É fundamental que além de acreditar no seu trabalho, cada integrante da equipe entre pra somar e estejam dispostas a encarar o desafio.

• O que o seu som irá agregar ao movimento do seu gênero musical? O que você quer conquistar com a sua arte?

É um tanto quanto difícil eu pensar sobre isso, porque eu nunca sei o que esperar. Sempre tentei ser extremamente verdadeira ao escrever, então sempre me surpreendo muito com o feedback (reação e resposta) do público e dos amigos. Da mesma forma que as minhas músicas me ajudaram (e continuam a me ajudar) a enfrentar tantos problemas, se elas puderem ajudar outras pessoas, eu me sentiria muito realizada.

• Você acha que Sete Lagoas possui bons locais expositivos?

Sim, e cada vez mais os profissionais da cidade têm buscado melhorar a qualidade destes locais e dos seus respectivos eventos para ampliar as oportunidades dentro de Sete Lagoas.

Voce pode acompanhar o trabalho da Barbara tanto pelo Instagram, quanto por meio das plataformas de streaming do SpotifyYouTubeDeezer e Apple Music.

*Com setelagoas.com.br

 

Postado originalmente por: Portal Sete

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: