28 Congresso
Caratinga e Região

Manifestantes protestam contra situação de calamidade da saúde pública de Caratinga

Por: Rádio Cidade - Caratinga 22/08/2017 19:07

Um grupo de pessoas se reuniu no final da tarde de hoje (22) na praça Getúlio Vargas, no centro de Caratinga, para manifestar seu descontentamento com as últimas notícias relacionadas à área da saúde pública. Além da crise do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, que afeta toda a microrregião, a prefeitura também está tendo que lidar com a dificuldade na contratação de serviços de pronto socorro. O fim do convênio com o Casu-Unec para este tipo de atendimento aumenta o nível de insegurança, apesar do secretário de Saúde Wagner Barbalho garantir que a população terá assistência da Unidade de Pronto Atendimento, UPA, que deverá ser aberta nas próximas semanas.

Em meio aos manifestantes estava o médico cubano Francisco Fernandez. Ele acredita que a população tem que se mobilizar.


O estagiário do curso de medicina Carlos Juliano é contra o fim do convênio entre a prefeitura e o Casu.

O rompimento do convênio com a Funec (Fundação Educacional de Caratinga) também impacta no atendimento de dezenas de crianças e adultos no Centro de Reabilitação. De acordo com a Funec, os serviços serão prestados às famílias de Caratinga somente até 30 de agosto.

O Centro de Reabilitação da Funec é considerado o maior de Minas Gerais. Equoterapia, Horticultura Terapêutica, Terapia Assistida por Câes e Gatos, Pilates, Treinamento Funcional, Tratamento de Feridas e Arteterapia são alguns dos serviços prestados gratuitamente.  Pessoas com necessidades especiais, deficiências físicas causadas por acidentes, transtornos mentais e demais doenças que comprometem a qualidade de vida são beneficiadas.

O presidente do Conselho Municipal da Pessoa Com Deficiência, Jenadir João de Oliveira, lamenta a situação…

A presidente da Associação Mães de Mãos Dadas, Maria de Lourdes, afirma que as responsáveis pelos assistidos na unidade estão preocupadas com o fim do atendimento:

Custódia Soares tem uma sobrinha que frequenta o Centro de Reabilitação e teme pelo futuro de todos os assistidos.

De acordo com a prefeitura, a Secretaria de Saúde de Caratinga tem discutido o assunto em reuniões para encontrar a melhor saída para atender aqueles que dependem do serviço e espera oferecer o atendimento em breve.

Postado originalmente por: Rádio Cidade – Caratinga / MG

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: