Pedro Cine Fotos
Uberaba e Região

Diferença de preços dos ovos de Páscoa chega a 55%, diz Procon

Por: Rádio JM 730 AM 29/03/2018 0:30

Fundação Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Uberaba) divulgou pesquisa relacionada a ovos de Páscoa. O levantamento foi realizado em oito estabelecimentos, com três marcas de chocolate e 63 tipos de ovos. A maior variação encontrada entre os locais pesquisados foi de 55,38%. A pesquisa sazonal de Páscoa é realizada todos os anos e é uma ferramenta para o consumidor ter informações sobre os produtos que estão no mercado e o local que pratica o preço mais baixo do ovo de chocolate desejado.
Na pesquisa, além dos preços de cada estabelecimento para determinado produto, o consumidor também possui informações sobre o preço mínimo e máximo e a variação. O produto que apresentou a maior variação foi um ovo de Páscoa da marca Lacta (“Caça aos Ovos”), de 140 gramas, de 55,38% de variação, com preço mínimo de R$11,90 e máximo de R$18,49. Já a menor variação encontrada foi de 1,26%, para a “Cesta Baton”, de 90g, da marca Garoto, preço máximo de R$23,28 e mínimo de R$22,99; contudo, vale ressaltar que o produto foi encontrado em apenas duas lojas alvos da pesquisa.
“Fizemos a pesquisa entre os dias 26 e 27 de março. Então, os preços estão bem atualizados. Observamos que houve significativa variação de preço. Em comparação com a última pesquisa que realizamos, que foi em 2016, percebemos que redução na quantidade de produtos. Enquanto que no ano retrasado tínhamos 117 tipos de ovos de Páscoa, neste levantamento foram 63; por exemplo, uma linha de determinada marca que tinha cerca de 10 opções no mercado, agora caiu para quatro. Não posso afirmar, mas deve estar relacionado a questões econômicas”, explica a chefe de Fiscalização e Acompanhamento de Preço, Tatiana Carvalho Pereira.
Para a pesquisa completa, o leitor pode acessar o link. Vale destacar que a pesquisa do Procon abrange apenas ovos de chocolate industrializados. Quanto àqueles consumidores que irão comprar ovos caseiros, segundo Tatiana, é interessante que façam a sua própria pesquisa.

Postado originalmente por: JM Online

%d blogueiros gostam disto: