Encontro
Uberaba e Região

Novembro Negro realiza debate sobre o racismo institucionalizado

Por: Rádio JM 730 AM 08/11/2017 0:30

Novembro Negro promove debate sobre o racismo institucionalizado no país e a necessidade da luta contra a desigualdade racial. As atividades começaram nesta semana e serão promovidas durante todo o mês, com palestras, roda de conversa, lançamento de livro, filme debate, entre outras. Em sua quarta edição, o Novembro Negro é realizado pelo “Projeto Temas Raciais”, da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, e tem o propósito de discutir temas e questões relacionados à situação do negro na sociedade, de forma bem diversificada. “A intenção é diversificar as discussões para atingir o interesse da população, para que todos participem deste debate”, destaca a coordenadora do “Projeto Temas Raciais”, Maria Cristina de Souza.
Segundo Maria Cristina, as ações serão realizadas em vários locais de Uberaba, como, por exemplo, a atividade marcada para o dia 24 de novembro, na Escola Estadual Professora Corina de Oliveira, em que serão debatidas com os alunos as questões pertinentes às cotas raciais. “Na terça houve um debate interessante sobre as religiões de matrizes africanas e no dia 16 de novembro faremos o lançamento de um livro, ‘Karu cabeça encaracolada, ideia descolada’, na Escola Estadual Geraldino Rodrigues da Cunha. Vamos promover ainda rodas de conversa sobre o racismo”, explica.
Com relação a 20 de novembro, o Dia da Consciência Negra, que é feriado municipal, vai acontecer mesa-redonda sobre o racismo e machismo nas relações raciais do Brasil, às 9h, no auditório da UFTM. “O Dia da Consciência Negra não é uma data para festejar e sim de mostrar que ainda existe racismo no Brasil, um paradigma a ser superado. É um dia de reflexão. Algumas pessoas questionam o motivo de ser feriado, mas é um dia necessário de parar e discutir, refletir e superar o racismo”, afirma.

Postado originalmente por: JM Online

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: