Pedro Cine Fotos
Divinópolis e Região

Amigos lamentam morte da apresentadora da TV Candidés Ângela Lopes

Por: Rádio Minas 28/06/2017 17:40

Após o falecimento da divinopolitana Ângela Lopes, de 63 anos na cidade de Passos nesta quarta-feira (28), a reportagem do Sistema MPA procurou pessoas em Divinópolis que tiveram uma relação próxima a apresentadora do programa “Quinta Estação” entre o fim da década de 90 e início dos anos 2000 na TV Candidés. Ângela faleceu em decorrência de complicações de uma cirurgia intestinal e foi a primeira modelo da cidade e desfilar nacionalmente na década de 80.

O vice-presidente da Academia Divinopolitana de Letras, Augusto Fidelis destacou o trabalho de Ângela em Divinópolis e na capital mineira. “Uma profissional muito competente, uma pessoa muito dinâmica, que fez um trabalho muito grande em Divinópolis, Belo Horizonte. É uma perda muito grande para a sociedade não só divinopolitana, como a sociedade mineira. Me lembro da Ângela Lopes instruindo candidata a Miss do Clube dos Servidores Municipais, recomendando a lavar os cabelos com água de mina. A água de torneira tinha muito cloro e a água de mina ia revitalizar os cabelos. Era uma pessoa muito simples, incisiva, dinâmica era uma pessoa que dava conta daquilo que se propunha”, disse.

Além de destacar o histórico de Ângela, o secretário municipal de cultura de Divinópolis, Osvaldo André também lembrou a relação da modelo com o marido, Gastão Azevedo Mendonça Filho, que faleceu em julho do ano passado em um acidente na cidade de Córrego Fundo. “Eu acredito, até onde eu entenda, que não haja diagnóstico médico como causa mortis para Ângela Lopes. Acredito que ela tenha morrido de paixão. Há pouco tempo ela me disse que estava difícil sem o marido e agradeceu por tê-lo ao lado. Ele era muito presente. Logo depois disso ela continuou se manifestando pelo Facebook, as dificuldades de ser, de viver e ela também falava que tinha de cultivar a alegria”, comentou.

Osvaldo André ainda destacou bons momentos de Ângela e lamentou que poucas pessoas tenham acompanhado a carreira de Ângela como modelo fora de Divinópolis. “Ela nos deixou bons momentos, boas alegrias e essas recordações da carreira dela de manequim e infelizmente desconhecido de Divinópolis porque ela saiu daqui com algumas mágoas. Poucos puderam acompanhar a carreira dela de manequim, modelo fora de Divinópolis”, disse.

Muita querida na cidade, Ãngela deixa os filhos Júlia e Gabriel.

MVídeo publica homenagem a história de Ângela Lopes

Morre apresentadora Ângela Lopes da TV Candidés

Postado originalmente por: Minas AM/FM

%d blogueiros gostam disto: