Chegou a FINAL

Pelo terceiro ano consecutivo, Atlético e Cruzeiro fazem a final do Campeonato Mineiro. No duelo de ida, no Mineirão, a Raposa venceu por 2 a 1. A volta será neste sábado, às 16h30, no Independência. O Galo precisa vencer para erguer o troféu, enquanto o time azul e branco necessita de um empate para conquistar o bicampeonato.

Obviamente, o que mais importa para cada um dos times, ao fim do duelo de sábado, é estar com a taça de campeão. No entanto, o troféu não é tudo que está em jogo. 

Com a demissão de Levir Culpi, antes do primeiro jogo da decisão, coube a Rodrigo Santana, técnico do sub-20 do Galo, a responsabilidade de ficar à frente do time profissional na decisão do Mineiro. Um título estadual e ainda por cima sobre o rival, sem dúvida, seria uma progressão na carreira de Rodrigo, que, até ano passado, estava na URT.

Se o Atlético está a uma vitória do título mineiro, a situação do time na Libertadores é bem mais complicada. Com três pontos e na lanterna do Grupo E, a equipe precisa vencer os dois jogos que restam e torcer para o Nacional não somar pontos para conseguir a classificação às oitavas de final. O título diante do rival, que chega ao duelo decisivo em um melhor momento (ainda não perdeu em 2019) e com a vantagem de poder empatar, pode servir como um combustível para os duelos decisivos na competição internacional. Na próxima terça-feira, no Mineirão, o Galo recebe o Nacional. No dia 7 de maio, vai à Venezuela enfrentar o Zamora.

Se conquistar o título no sábado, o Atlético (maior campeão) chegará ao 45º título estadual e ao pentacampeonato nesta década, iniciada em 2011. A conquista do troféu, caso ocorra, garantirá ao Galo a hegemonia estadual nesse período, já que o Cruzeiro venceu o torneio três vezes (2011, 2014 e 2017), o Coelho uma (2016), e a década se encerra no ano que vem.

Para a Raposa,  temporada de 2019 tem sido especial. O time de Mano Menezes está invicto, com 14 vitórias e quatro empates em 18 jogos, entre Campeonato Mineiro e Copa Libertadores. Se for campeão, será de forma invicta, já que depende de um empate ou, obviamente, uma vitória, para erguer a taça. Isso não acontece desde 2014.

Não bastasse a invencibilidade cruzeirense, o time de Mano está com uma série de 11 vitórias consecutivas. A última vez em que não saiu de campo com triunfo foi no empate por 1 a 1 com a URT, no dia 24 de fevereiro, pela primeira fase do Mineiro. Se superar o rival neste sábado, vai igualar a marca que a equipe, então treinada por Marcelo Oliveira, atingiu em 2013, que é a maior sequência de vitórias da Raposa no século.

O clássico também pode servir para o Cruzeiro acabar com dois tabus. O primeiro: nunca ter sido campeão no Independência. O segundo: voltar a ser bicampeão de forma consecutiva. A última vez em que isso ocorreu foi exatamente há 10 anos, quando superou o Atlético no Mineiro de 2009. Em 2008, também ergueu a taça após decisão contra o rival.
 
O Galo tem a esperança de ter seu camisa 10 em campo na decisão do Campeonato Mineiro. Cazares, que estava com incômodo na coxa esquerda, voltou a treinar na sexta-feira e pode ir para o jogo. Se não der para ele, Vinícius deve ficar com a vaga. Na ponta esquerda, apesar de Chará sair na frente, Maicon Bolt e Geuvânio também concorrem e têm chance de atuar entre os titulares. O Galo busca o 45º título estadual da sua história.
 
Provável Atlético: Victor; Guga, Réver, Igor Rabello e Fábio santos; Zé Wellison e Elias; Luan, Vinícius, Chará; Ricardo Oliveira
 
Sem derrota na temporada, com 15 vitórias e quatro empates, o Cruzeiro vai em busca do título invicto do Campeonato Mineiro. Com força quase máxima, não tendo apenas Rafinha e Raniel, a equipe azul e branca tem o retorno de Thiago Neves, fora dos gramados há mais de um mês. Ele deve começar a partida no bando de reservas. A Raposa busca o 38º título estadual da sua história.
 
Provável Cruzeiro: Fábio; Edilson, Dedé, Léo e Egidio; Henrique e Lucas Romero; Robinho, Rodriguinho, Marquinhos Gabriel, Fred.
 
O Árbitro será Leandro Bizzio Marinho (CBF/SP), auxiliado por Rafael Alves (CBF/RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (CBF/RS). Leandro Pedro Vuaden (CBF/RS) é o árbitro de vídeo.
 
A Minas FM 104,1, estará, AO VIVO, da Arena Independência, a partir das 14h00, com Oliveira Lima, Leo Lasmar, Afonso Alberto e Mário Savaget. www.radiominasfm.com.br facebook.com/minasfmdivinopolis no aplicativo radiosnet procure por Rádio Minas. A MINAS FM 104,1 NÃO PERDE DECISÃO, NÃO PERDE GRITO DE CAMPEÃO…  vem com a gente 

O post Chegou a FINAL apareceu primeiro em Portal MPA.

Postado originalmente por: Minas AM/FM

2 comentários em “Chegou a FINAL

  • Avatar
    4 maio , 2019 em 13:51
    Permalink

    Hello there, just became aware of your blog through Google, and found that it is really informative. I’m gonna watch out for brussels. I will appreciate if you continue this in future. A lot of people will be benefited from your writing. Cheers!

    Resposta
  • Avatar
    26 abril , 2019 em 14:16
    Permalink

    I’ve been surfing online more than three hours today, yet I never found any interesting article like yours. It’s pretty worth enough for me. In my view, if all site owners and bloggers made good content as you did, the net will be much more useful than ever before.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: