Anuncie
Divinópolis e Região

Confira a lista dos maiores craques que eram fumantes

Por: Rádio Minas 21/03/2018 21:40

Por Hugo Serelo.

 

Vários atletas profissionais foram flagrados fumando cigarros e charutos. Voltemos ao passado pra ver que pitar um careta já foi atividade comum entre boleiros.

Eis um Top 5 de Fumantes:

 

  • 5º Lugar: Félix – O goleiro Tri-Campeão da Copa de 70 fumava dentro de campo durante as partidas. Algo inacreditável hoje em dia. Na Portuguesa e no Fluminense, Félix sempre pedia um cigarro aos jornalistas que ficavam atrás do gol. O goleiro Marcos do Palmeiras certa vez tomou um cafezinho ao pé da trave durante um jogo e isso gerou polêmica. Imagine se um goleiro fumasse dentro de campo nos tempos atuais.

 

  • 4º Lugar: Didi – No mínimo um maço por dia era o que tragava o Dr. Soccer, campeão do mundo em 58 e 62. Fumava tranquilamente durante as entrevistas ao sair de campo. Dentro de campo não era de correr, mas sim de fazer a bola rolar. Esguio e altivo, Didi parecia um lorde em campo. Com tamanha elegância poderia perfeitamente até fumar um cachimbo longo de chifre de boi enquanto controlava com maestria o meio campo do time. Brilhou por Botafogo, Real Madrid e Seleção Brasileira. É válido lembrar que foi eleito o craque da Copa de 58, superando simplesmente Garrincha e Pelé.

Didi, maior volante da história do Brasil, treinando o Cruzeiro de 1982.

 

  • 3º Lugar: Ronaldo Fenômeno – O camisa 9 já tinha sido flagrado várias vezes com um pito na mão quando jogava pelo Milan. No final de carreira já praticamente nem escondia mais o vício. Em todas as festas era visto nos cantos com seu cigarro. Recentemente divulgou que já fumava desde 2006.

Ronaldo e Roberto Carlos fumando pelo Corínthians em 2010.

 

  • 2º Lugar: Michel Platini – Escalar um francês numa lista de fumantes é quase um clichê. O Príncipe gostava de tragar um cigarro no vestiário durante o intervalo dos jogos. Seu treinador na Juventus fingia que não via. Mas Platini não era um fumante voraz, era apenas esporádico. Fumava por esporte. Ao se tornar membro da FIFA aposentou o vício.

Cruyff fumou desde os tempos de atleta da Holanda até quando treinou o Barcelona em 92.

 

  • 1º Lugar: Gérson – Fumava dois maços de cigarro por dia. Fumava dentro do vestiário ouvindo a preleção de Zagallo. Gérson foi um dos maiores gênios da história do futebol . O Canhotinha de Ouro tinha passes e lançamentos precisos. Foi o garoto propaganda dos cigarros Vila Rica, gravando um comercial no qual falava do cigarro e dizia gostar de levar vantagem em tudo. Hoje é comentarista de rádio no RJ.

 

Gérson era o líder tático da Copa e 70. O maior lançador que o futebol conheceu.

A coluna Tempo de Bola ocorre duas vezes por semana no Sistema MPA e traz sempre um papo por fora do campo sobre o presente e o passado esportivo.

 

Hugo Serelo, 30 anos, é pesquisador esportivo, jornalista e outras coisas mais. Nasceu em Andradas, mas é divinopolitano de coração. Torce pro Rio Branco de Andradas e possui uma leve simpatia pelo Cruzeiro Esporte Clube.

Postado originalmente por: Minas AM/FM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: