28 Congresso
Divinópolis e Região

Prefeitura abre processo contra a Copasa mesmo laudo não apontando anormalidade na água

Por: Rádio Minas 31/08/2017 17:40

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) abriu processo administrativo sanitário sobre a alteração da água fornecida pela Copasa. De acordo com a Vigilância Sanitária, a estatal mineira cometeu infração, e a multa pode chegar a até R$ 17,9 mil.

De acordo com a Vigilância Sanitária, coleta de água realizou-se na segunda-feira (28/08), após a Copasa ter sanado o problema ocorrido no fim de semana, de 25 a 27 de agosto. Constatou-se, então, que a água estava dentro do parâmetro de potabilidade definido pela Portaria 2.914, de 2011.   

O processo administrativo contra a Copasa é por não comunicar à autoridade de saúde pública e não informar à população a detecção de qualquer risco à saúde ocasionado por anomalia operacional no sistema de abastecimento de água. A empresa foi notificada na tarde de quinta-feira (31/08).

 Outra infração é por expor ao consumo produto alterado que exige especial cuidado de preparação, sem observância das condições necessárias à preservação.

No processo administrativo, o julgamento ocorrerá em duas estâncias para definir a multa por aplicada à Copasa. Pode haver multa de 50 a 5.000 Ufirs, que equivale a R$ 179,50 até R$ 17.950,00.

A Vigilância em Saúde disse que continuará a coletar e verificar o padrão de potabilidade de forma rotineira. 

Postado originalmente por: Minas AM/FM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: