Encontro
Divinópolis e Região

Prefeitura não se posiciona sobre a decisão de Edson e afirma que fato é assunto interno do partido.

Por: Rádio Minas 25/08/2017 9:40

As divergências do PMDB dentro da Câmara Municipal deixa o futuro do partido incerto. Primeiro o vereador Delano renunciou em plenário a posição de presidente da Comissão de Saúde e agora foi a vez do vereador Edson Souza pedir afastamento da posição de líder do governo no Legislativo.

As discussões com o presidente da Câmara Adair Otaviano que é do mesmo partido dos parlamentares o PMDB tem sido recorrentes. A situação tem refletido de forma muito forte na base de apoio do prefeito Galileu Machado. Com as bases abaladas o governo perdeu força e hoje tem dificuldade de aprovação dos seus projetos na Casa.

O pedido de desligamento da posição de líder do governo foi entregue ontem, 24 pelo vereador Edson Souza. Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura o executivo não vai se pronunciar pois entende que o assunto é uma coisa interna do partido e não envolve o município.

A função de líder do governo que passa a ser uma pessoa estratégica na articulação de ações e propostas do executivo é sempre uma indicação do prefeito. Com a saída de Edson o nome mais forte para assumir tal posição é o vereador Rodrigo Kaboja do PSD que tem uma proximidade com Galileu.

Hoje o PMDB tem sido a maior resistência e oposição da prefeitura dentro do Legislativo. Os dois parlamentares Edson e Delano insatisfeitos com a situação não escondem a possibilidade de uma mudança partidária. A briga política tem refletido também fora do Legislativo. Hoje o ex-vereador e atual secretário de agronegócios Hílton de Aguiar filiado no PMDB não quis comentar o assunto mas afirmou que na hora certa o presidente da legenda Fautos Barros vai se posicionar.


Postado originalmente por: Minas AM/FM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: