Anuncie
Divinópolis e Região

Quando o futebol escolhe o atleta

Por: Rádio Minas 23/12/2017 9:40

 

O talento de Valter Fernandes, ou Valtinho, como o futebol aprendeu a conhecê-lo foi visto e apreciado no Flamengo, categoria 2002, mas de maneira sutil, como ele mesmo se porta dentro e fora do campo.

O zagueiro de 16 anos, 1m80cm e 70 kg, com atuações pelo Vasco da Gama, AABB, Inter Academy e de maneira especial no Flamengo em 2017, onde mostrou um diferencial, ter raciocínio sem perder a emoção.

Dono de uma calma espetacular, mas com agilidade e posicionamento. Talento para sair jogando e ser o atleta de grupo, aquele que joga pela equipe, ao lado dos companheiros, essas qualidades o faz destaque de uma campanha muito bem feita pelo time do Mendes Mourão.

O Rubro negro não tinha atletas da categoria 2002, montou-se um time para a disputa do Campeonato Mineiro Imef. Foi uma equipe pensada, onde a forma de jogar e a habilidade de cada um deveria se somar. Fato que deu certo, o time não enfrentou o Cruzeiro por um erro a ser dividido entre Flamengo, Cruzeiro e organização.

O jogador falou sobre as características dele enquanto atleta e também enquanto aluno. Destacou a importância de manter o sonho e ter dedicação, pois já tem idade para escolher entre o futebol lazer e profissão. “Sou zagueiro e tenho paciência, sou calmo e nunca tomei vermelho. Eu estudo, não falto, mas futebol mais fácil que escola. Na bola sou um pouco melhor. Eu espero uma união do Flamengo, não se desfazer. Deu certo, não temos vergonha, um precisa e recebe ajuda, temos confiança nos jogadores”, disse.

Sobre o time de o Flamengo ser uma junção de atletas que se conheciam por jogar contra, poucos haviam jogado junto. Assim será para aqueles que irão para a carreira profissional, e Valtinho tem isso como um aprendizado. “O ano de 2017 poderia se melhor, foi ano bom de aprendizado, tudo para aprender e ano que vem consigamos melhorar algumas coisas. Sobe a categoria e fica mais sério, apertado e para que tudo dar certo, todos sonham em ser jogadores e eu não sou diferente, ficando mais complicado, e todos buscando o mesmo espaço. Não busco peneirada, mas tenho algumas avaliações e estou trabalhando para algumas avaliações”, disse.

Para os atletas que iniciam a caminhada no futebol, Valter deixa o recado: “Não deixe de sonhar, continuar jogando com calma e tranquilidade e sem desrespeito e sem atropelos, todos terão a mesma oportunidade é só ter paciência”, falou.

Postado originalmente por: Minas AM/FM

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: