Encontro
Viçosa e Região

Obra em local do deslizamento no morro do pintinho tinha irregularidades

Por: Rádio Montanhesa 07/03/2018 17:20

A Prefeitura Municipal de Viçosa monitora um deslizamento de terra registrado nesta terça-feira (6) próximo ao cemitério da cidade, no Morro do Pintinho. Uma rua e parte do muro do cemitério desabaram, duas casas estão interditadas e outras duas vão passar por avaliação da Defesa Civil. Além disso, a iluminação no local também está comprometida.

De acordo com o secretário de Governo da Prefeitura, Luciano Piovesan, a responsabilidade da obra que havia no local é de uma empresa particular, que apresentou um projeto para a construção de três torres na região, em 2012. Ele não informou, no entanto, qual é a construtora. Por isso, não foi possível pedir posicionamento.

O projeto foi aprovado pelo Instituto de Planejamento do Município (Iplan) no ano seguinte, mas em agosto de 2017 o próprio instituto constatou irregularidades. A construtora foi então multada e recebeu um prazo até o final de 2017 para apresentar um novo projeto, que atendesse às exigências do Iplan.

Ainda segundo Piovesan, em fevereiro de 2018 a Defesa Civil recebeu ligações de moradores da rua em que houve o deslizamento informando sobre rachaduras nos imóveis do local e a empresa foi novamente notificada, para que tomassem providências urgentes.

Após o acidente desta terça, a obra foi embargada e a construtora tem um prazo de cinco dias para apresentar uma solução para os problemas.

Uma reunião de emergência foi feita entre representantes da Procuradoria Geral, do Iplan e das secretarias de Obras e Defesa Civil. As informações sobre o encontro ainda não foram divulgadas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o deslizamento atingiu a base do muro de arrimo nos fundos de uma obra na Rua Gomes Barbosa. A estimativa é de que cerca de 50 metros de comprimento por 5 metros de largura desabou, afetando parte da Travessa Padre Pergentino Rodrigues e o final da Rua Cabo Tomás.

Os militares informaram que três imóveis na Rua Cabo Tomás foram afetadas. Uma casa abandonada na esquina com a Travessa Pergentino Rodrigues foi isolada porque estava com várias trincas. Parte de outro imóvel apresentou trincas e risco de desabamento. Já o terceiro imóvel, composto de três pavimentos e quatro apartamentos, foi esvaziado por precaução e segurança dos moradores.

Duas casas na Travessa Padre Pergentino Rodrigues ficaram isoladas com o desabamento da estrutura da rua. Ainda conforme os Bombeiros, o responsável da obra informou que não havia trabalhadores no momento do desabamento do muro.

Fonte: G1 Zona da Mata

Postado originalmente por: Rádio Montanhesa

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: