Pedro Cine Fotos
Viçosa e Região

Viçosa registra inflação superior ao do brasil no mês de maio

Por: Rádio Montanhesa 27/06/2017 18:20

O mês de maio registrou aumento significativo da inflação em Viçosa chegando a 0,63%, segundo o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) calculado pelo Departamento de Economia da UFV. O valor é superior ao verificado para o aumento de preços no município foi superior ao calculado pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), levantado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e considerado pelo governo, como o valor oficial da inflação no país, a qual foi de 0,31% em maio.

Por outro lado, o valor da cesta básica apresentou redução em maio, já que o seu custo total em Viçosa diminuiu em 0,64%. De acordo com a pesquisa a cesta básica custou R$339,96, ou seja, R$2,18 mais barata em comparação ao mês de abril, cujo custo havia sido de R$342,14.

Em maio de 2017, os sete grupos que compõem o IPC-Viçosa tiveram as seguintes variações: Vestuário (3,76%); Artigos de Residência (3,02%); Habitação (0,67%); Transporte e Comunicação (0,45%); Alimentação (0,38%); Saúde e Cuidados Pessoais (-0,01%) e Educação e Despesas Pessoais (-0,64%). Com a chegada do inverno o grupo que apresentou maior contribuição, foi o Vestuário, que teve como destaque a elevação de preços nos itens Roupas Infantis (16,85%), dentro dos quais, os produtos com aumentos de preços mais significativos foram: Calça de Moleton (54,70%), Camiseta de Malha (27,91%), Blusa de Moleton (27,68%) e Macacão de Malha (21,84%).

O trabalhador viçosense que ganhou um salário-mínimo de R$937,00 em maio, gastou 36,28% de sua renda para adquirir os produtos que compõem a cesta básica de alimentação, sendo que em abril, tal valor havia sido de 36,52% da renda.

Dessa forma, em maio, após a aquisição da cesta básica, restou ao trabalhador R$597,04 para atender às demais despesas de moradia, saúde e higiene, serviços pessoais, vestuário e transporte. Em termos de horas trabalhadas, no mês de maio foram necessárias 79,82 horas para adquirir os produtos da cesta básica de alimentação enquanto em abril, tal valor fora de 80,33 horas.

Fonte: IPC Viçosa

Postado originalmente por: Rádio Montanhesa

%d blogueiros gostam disto: