Gerais

Coordenadora pedagógica morta no massacre de Suzano era natural da cidade de Ubá

Por: Rádio Muriaé 14/03/2019 11:42
Coordenadora pedagógica morta no massacre de Suzano era natural da cidade de Ubá
Marilena Ferreira Vieira Umezu foi uma das primeiras vítimas da tragédia (Foto: Reprodução/Rede Social)

 

Uma das vítimas do massacre de Suzano, ocorrido nesta quarta-feira (13), e que deixou o total de 10 mortos, incluindo os dois jovens autores, era natural da Zona da Mata Mineira. A coordenadora pedagógica da Escola Estadual Raul Brasil, Marilena Ferreira Vieira Umezu, de 59 anos, nasceu na cidade de Ubá – distante cerca de 100 km de Muriaé -, onde residem alguns de seus familiares.

Marilena era casada e deixa três filhos e netos. Ela foi uma das primeiras pessoas a serem atacadas dentro da escola pelos autores, Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25, que eram ex-alunos do colégio.  Assim como um estudante, a coordenadora foi baleada por Guilherme e na sequência, já caída, foi golpeada por Luiz Henrique com uma machadinha.

No total, a dupla matou sete pessoas dentro da escola, sendo cinco alunos adolescentes, com idades entre 15 e 17 anos, e duas funcionárias. Além de Marilena, os jovens assassinaram a inspetora Eliana Regina de Oliveira Xavier, de 38 anos. Segundo as investigações, depois do atentado, ainda dentro do colégio, Guilherme matou Henrique e se suicidou em seguida.

Antes de entrar na escola armados com revólver, machadinhas, arco e flechas e uma besta – arma medieval que dispara setas –  os jovens mataram a tiros o tio de um deles, que era dono de uma locadora de veículos localizada nas proximidades da escola. O massacre deixou ainda 11 feridos, sendo ao menos um em estado grave.

Velório

O corpo da ubaense Marilena Ferreira Vieira Umezu e de outras cinco vítimas do massacre estão sendo velados nesta quinta-feira (14), desde as 6h30, na Arena Suzano. Os velórios das outras vítimas ocorrem em outros locais, de forma separada.

O sepultamento de Marilena está previsto para sábado (16), quando um dos filhos dela, que está na China, chegará ao Brasil. Ainda não há confirmação se o funeral ocorrerá em Suzano ou Ubá.

Prefeitura se pronuncia e presta auxílio à família

Em nota de pesar divulgada nesta quarta (13), a prefeitura de Ubá lamentou a tragédia, e se colocou à disposição dos familiares de Marilena “para a ajuda necessária nesse momento de tamanha dor”.

De acordo com a prefeitura, a mãe e irmãos da coordenadora pedagógica moram em Ubá e foram levados para Suzano, na noite desta quarta (13), em uma van do município.

Fonte : Rádio Muriaé / G1 / Estado de Minas

Postado originalmente por: Rádio Muriaé

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: