Pedro Cine Fotos
Divinópolis e Região

Falta de água continua causando transtornos em Divinópolis

Por: TV Candidés 12/09/2017 18:18

Moradores de vários bairros de Divinópolis entraram em contato com a Rádio Minas relatando os problemas enfrentados com a falta de água, situação que persiste desde o feriado de sete de setembro. Nessa segunda-feira (11), moradores do bairro Jardinópolis fizeram uma manifestação pacífica para tentar chamar a atenção da COPASA. Em alguns casos, moradores compraram caminhões pipa para abastecer as residências.

Nesta terça-feira (12), a reportagem do Sistema MPA apurou junto a assessoria de comunicação da Prefeitura de Divinópolis e da Secretaria Municipal de Educação que pelo menos, três escolas do município devem liberar os alunos mais cedo, devido a situação da falta de água. Até o momento, a assessoria da Prefeitura confirmou que alunos da Escola Municipal José Quintino Lopes, no bairro Quintino, Escola Municipal Odilon Santiago, no bairro Casa Nova e o CMEI Candidés, do bairro Campina Verde deverão liberar os alunos após o recreio. A prefeitura informou que a reposição das aulas será discutida com a elaboração de um cronograma. A reportagem entrou em contato com a Copasa para obter novas informações quanto ao fornecimento de água em Divinópolis, porém, não obteve retorno até o momento.

Durante o Programa Jorge Neto desta terça-feira (12), vários ouvintes enviaram mensagens de áudio para o Whatsapp da emissora para relatar a situação dos bairros de Divinópolis com a falta de água. Uma das ouvintes, do bairro Sagrada Família disse que a falta de água tem prejudicado o trabalho com salgados e criticou o atendimento da empresa. “Não tenho começar a trabalhar porque não tenho uma gota de água na torneira. Quando vem, vem só um pouco ou impossível de trabalhar porque está suja, com cheiro ruim. Enquanto manter a Copasa aqui em Divinópolis, vamos ter esse problema. Entra ano e sai ano é a mesma coisa. Onde ela passa, deixa um buraco e quando arruma, arruma mal feito. Quando você liga lá, não adianta e eles não fazem nada.” disse Miriam.

Um outro ouvinte, que não se identificou disse que gostaria de ver a administração municipal a frente da cobrança contra a COPASA. “Eu acho que a prefeitura deveria estar encabeçando essa briga. A prefeitura tinha que correr atrás disso aí. A população tem que ajudar sim, mas precisa de alguém envolvido, um político. Não é só ficar colocando outdoor (citando exemplo de São Gonçalo do Pará)”, informou.

Sinésio, morador do bairro Santa Luzia sugere que os cidadãos sejam ressarcidos com os transtornos causados pelo desabastecimento, como o não pagamento da fatura gerada no mês ou um plebiscito para definir o seguimento da COPASA em Divinópolis. “Vivemos em um regime democrático e deveríamos escolher a empresa para fazer a distribuição de manutenção de água e esgoto de Divinópolis”, complementou.

Ouça os relatos dos ouvintes durante o Programa Jorge Neto


Como reclamar

Um dos caminhos para buscar soluções para os problemas enfrentados com a falta de água, são reclamações em órgãos reguladores como a Arsae (Agência Reguladora de Água e Esgoto de Minas Gerais) e ANA (Agência Nacional de Águas). Para registrar uma reclamação na Arsae, basta acessar o site da agência e canto direito, clicar no o ícone ouvidoria. Após clicar no item será aberto um formulário para preenchimento com dados como endereço, tipo de reclamação e o que você espera do atendimento. O telefone da ouvidoria da Arsae é 0800 031 9293.

Outro caminho oficial é a ANA – Agência Nacional de Águas, órgão que fiscaliza o serviço público. Após acessar o site, clique no canto superior direito a opção fale conosco. Ao clicar no item será aberta uma nova página. No final dela existe o campo Atividade de Ouvidoria, denúncias e queixas. No fima da página está a opção Para entrar em contato conosco clique aqui. Neste momento é aberto um formulário para preenchimento de dados como: nome, endereço e o tipo de procedimento.

As reclamações formalizadas podem ser encaminhadas para o e-mail do Departamento de Jornalismo do Sistema MPA (jornalismo@radiominasam.com.br). Os materiais serão colhidos e encaminhados aos órgãos competentes, como o Ministério Público de Minas Gerais.

Clique para exibir o slide.

Postado originalmente por: TV Candides

%d blogueiros gostam disto: