Pedro Cine Fotos
Divinópolis e Região

Repórter da TV Candides se passa por vitima e grava conversa em falso sequestro

Por: TV Candidés 28/06/2017 8:18

Viver conectado com o celular nos dias de hoje se tornou algo comum, mas quando o seu celular toca e o numero é de um DDD desconhecido, você atende? Ao atender este tipo de telefonema, você precisa tomar muito cuidado, pois pode ser um golpe, conhecido como o falso sequestro.

Este tipo de crime é muito comum e assusta quem atende a chamada, na maioria das vezes os criminosos simulam que estão com o filho da vitima e pede algo em troca. Nossa equipe de reportagem conseguiu gravar uma dessas ligações. Veja trechos da conversa.

Estelionatário: Olha aqui nós não somos da cidade. Queremos sair daqui. Estamos escondidos dentro de um galpão. A policia militar ta passando aqui, de La pra cá e vimos que ela não é a pessoa que nós queríamos. Se você ajudar a gente sair da cidade sem envolver a policia eu acalmo a rapaziada aqui.

Repórter: vocês estão onde ?

Estelionatário: Eu vou passar o endereço mediante eu ganhar sua confiança. Eu posso confiar em você? Não vai envolver ninguém?

Repórter: sim

Estelionatário: Então preste atenção. Você ta onde no serviço ou em casa?

Repórter: serviço

Estelionatário: Preste bem atenção sai de perto das pessoas ai agora. Bota ela pra dentro do carro lá, bota ela pra dentro do carro lá. Olha aqui e papo de homem para homem você falou que não vai envolver a policia. É verdade?

Foram mais de 3 minutos de conversa, durante a ligação em alguns momentos o suposto sequestrador pede para não ter o envolvimento da policia. E sugere que o falso sequestro seja pago em dinheiro.

Estelionatário: O senhor consegue tirar quanto no limite do dia lá? Não é sequestro, mas eu não quero envolver a gerência. Eu to num Corrola preto vou para La dentro do banco. Ela vai descer no banco de traz, o senho vai coloca o dinheiro no capo sem olhar pra nossa cara.

Para o delegado responsável por esse tipo de crime é muito difícil identificar o autor, mas é importante que as pessoas façam a denuncia. Outro crime comum é o do bilhete premiado, o suspeito aborda as pessoas informando que para receber a quantia do tal bilhete é necessário fazer um deposito. Só depois a pessoa percebe que não existe este premio e que caiu em um golpe. Nos dois casos as vitimas na maioria das vezes possuem o mesmo perfil.

Ficar atento durante uma ligação, manter a calma antes de passar dados pessoais e principalmente não aceitar qualquer tipo de prêmios vindo de estranhos são algumas dicas para não cair nos golpes.

Postado originalmente por: TV Candides

%d blogueiros gostam disto: