Acusado de espancar e apedrejar rapaz no Bairro Morumbi vai cumprir pena em liberdade

Gilvan de Melo perdeu 23 dentes, 3% de massa encefálica e um rim após as agressões

“Pra mim a justiça é um lixo.” Este é o desabafo de uma mãe que viu um dos acusados de espancar e apedrejar o filho dela sendo mantido em liberdade. Na época do crime, Eva Conceição de Melo também viu o filho entre a vida e a morte por vários meses. A família de Gilvan de Melo Machado ainda pede justiça. Quase seis anos depois do caso, houve o julgamento do réu, que vai cumprir a pena em liberdade.

O crime aconteceu na noite de 26 de junho de 2013. Gilvan de Melo Machado foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado em estado grave para o Pronto-Socorro da UFU. Ele havia sido espancado e apedrejado por dois homens.

Eva Conceição está revoltada com a justiça que, mesmo com a condenação pelo júri popular, na última segunda-feira, 11, determinou que o agressor do filho dela vai cumprir o restante da pena em regime aberto. Ela ainda se lembra das palavras do médico plantonista dizendo que o filho dela não iria escapar.

Gilvan ainda se recupera das lesões sofridas. Ele teve o rosto desfigurado numa verdadeira sessão de tortura. O caso foi registrado pela nossa reportagem.

O jovem perdeu 23 dentes, 3% de massa encefálica e um rim em consequência das agressões. O rosto dele foi praticamente refeito, mas não são só as sequelas físicas que interferem na vida do assessor parlamentar. Ele ainda vive o trauma do passou. E agora tem a sensação de ter voltado à estaca zero, pois o agressor foi posto em liberdade.

 

Postado originalmente por: Portal V9 – Vitoriosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: