Anuncie
Divinópolis e Região

Novo quinquênio da educação começa a ser pago em novembro pelo governo de MG

Por: Rádio 94FM 18/10/2017 11:05

Os primeiros 38 mil contemplados com o novo quinquênio da educação no funcionalismo público de Minas Gerais receberão o adicional de 5% nos contracheques de novembro. A data, que ainda estava em suspense pelo Executivo, foi repassada ao Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE) à categoria. A lista com os nomes foi publicada pela Secretaria de Estado de Educação no fim de setembro.

O Sind-Ute informou nessa terça-feira (17) que o secretário adjunto de educação, Wieland Silberschneider, confirmou que “o Adicional de Valorização da Educação Básica (Adveb) será pago no salário que será recebido em novembro (competência outubro)”. O valor, que será acrescentado ao salário mensalmente, é devido retroativamente a janeiro deste ano, segundo regulamentação por decreto editado pelo governo de Minas em setembro.

O Adicional de Valorização da Educação Básica (Adveb), que ficou conhecido como o novo quinquênio da educação, é devido a cada cinco anos de efetivo exercício dos servidores nos cargos. Os valores serão apurados a partir de 1º de janeiro de 2012 para pagamento às carreiras da educação básica de professor, especialista, analista, assistente técnico, técnico, assistente e auxiliar de serviços.

Educação nomeia 1,5 mil professores

O governo de Minas também publicou, nesta quarta-feira (8), uma lista com mais 1,5 mil nomeações de professores concursados na educação. Os nomes são dos aprovados no concurso de professor da educação básica de editais de 2014, sendo seis para os Conservatórios de Música, 19 para Ensino Religioso, 237 para Educação Especial, 34 PEB Regente de Turma e 1.204 PEB Regente de Aulas (demais disciplinas, como Matemática, Física, Geografia etc.).

Segundo a secretaria, com os novos nomeados, o estado atinge uma marca de 50.457 novos servidores nomeados desde que esta gestão assumiu o Governo, em 2015. Ainda de acordo com a pasta, 41.353 deste total (82%) são professores e os demais são especialistas em Educação e Assistentes Técnicos de Educação, que atuam nas escolas, e ainda Inspetores Escolares, Analistas Educacionais e Técnicos da Educação, que têm exercício nas Superintendências Regionais de Ensino e no Órgão Central da Secretaria de Educação.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: