28º Congresso Brasileiro de Radiodifusão começa nesta terça-feira (21) em Brasília

Começa na noite desta terça-feira (21), o 28º Congresso Brasileiro de Radiodifusão promovido pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT), em Brasília (DF). No decorrer do evento, que encerra amanhã (22), radiodifusores de todo o Brasil compartilharão experiências e participarão de palestras sobre os principais veículos de comunicação: o rádio e a televisão.

A cerimônia de abertura contará com a presença de autoridades brasileiras e estrangeiras para a entrega das medalhas do Mérito da Radiodifusão e Assis Chateaubriand aos profissionais que contribuem ou contribuíram para o crescimento e desenvolvimento da radiodifusão brasileira. O presidente da National Association of Broadcasters (NAB – Estados Unidos), Gordon Smith, o publicitário e presidente da Lew’Lara, Luiz Lara, e o vice-presidente executivo de Assuntos Legais e Estratégicos da ONE Media 3.0, Jerald Fritz, estarão no evento. Além deles, o diretor executivo da CBN, Ricardo Gandour, participará de palestra sobre a disseminação de notícias falsas como forma de influenciar opiniões e ensinará  métodos de capacitação de internautas e jornalistas na identificação de fake news.

Radialistas 

A Federação Nacional das Empresas de Rádio e Televisão (FENAERT) realizará oficina de debates sobre as principais novidades da regulamentação da profissão de radialista. Na sala Porto Seguro 2, a advogada e assessora jurídica da FENAERT, Patrícia Guimarães, mestre em Direito do Trabalho, explicará as mudanças do decreto presidencial, publicado em abril deste ano, que reduziu o número de função dos profissionais. Vale lembrar que em março deste ano, quando a flexibilização da Voz do Brasil foi aprovada pela presidência, o quadro da profissão de radialistas foi alterado.

A atualização do quadro era uma cobrança antiga dos radiodifusores, já que a legislação que regulamenta a profissão de radialista, de 1979, é considerada antiquada por não acompanhar as novas tecnologias. Desta forma, muitas atividades dentro do meio rádio foram extintas, ao mesmo tempo em que novas surgiram e não havia forma legal de registrar o profissional de acordo com a função que ele realmente exerceria dentro da empresa. O presidente da Fenaert, Guliver Leão, ressalta que a adequação do decreto não vai provocar demissões. “Pelo contrário, vai permitir o desenvolvimento e capacitação dos profissionais para trabalhar com as novas tecnologias e plataformas de comunicação. A atualização é importante tanto para as empresas, que terão segurança jurídica para atuar, como para os funcionários, que se adequarão a uma nova realidade de mercado”.

A programação completa pode ser vista no site www.28congressoabert.org.br.

A.W

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: