AMIRT repudia agressão contra repórter da TV Integração

A Associação Mineira de Rádio e Televisão (AMIRT) repudia, veementemente, as agressões físicas praticadas contra o jornalista Arcênio Corrêa, que ocorreram em Prata, no Triângulo Mineira, na manhã desta quinta-feira (29).

Na ocasião, o profissional e o cinegrafista Stanley Matias estavam em frente ao Pronto Atendimento de Saúde Municipal (PAM) entrevistando pessoas para mostrar a situação da saúde na cidade e ouvir os candidatos.  Enquanto conversava com um funcionário da PAM, um médico local chegou até os profissionais para tirar satisfação e praticou as agressões.

A AMIRT espera que os fatos sejam investigados com o rigor que devem ser norteadas todas as apurações. Além disso, a entidade aguarda que os envolvidos respondam por seus atos. Mais do que isso, a AMIRT entende que o respeito mútuo é essencial na construção de uma nação equilibrada e justa.

Em momentos em que o país atravessa turbulências políticas, radicalização de ideias e princípios, além de crise financeira, atos como este podem representar sérias ameaças contra a Liberdade de Imprensa e de Expressão e a Democracia Brasileira.

 

Luciano Pimenta Correa Peres

Presidente

Anexos para downloads:

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: