Campanha estimula denúncias contra abusadores de crianças

Secom PMI

Uma caminhada realizada pelas ruas do Centro da cidade marcou a campanha

A Campanha de Combate à Violência Sexual em Ipatinga prossegue em toda a cidade, com a realização de várias ações ao longo desta semana. Lançada no último dia 8, a iniciativa é realizada em parceria da Secretaria Municipal de Assistência Social e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), com a Escola Profissionalizante Tenente Oswaldo Macho (EPTOM).

No começo da semana foi realizada uma Blitz Educativa de Enfrentamento à Violência Sexual contra a criança e o adolescente, na BR-381, saída para Governador Valadares.

Já no dia 16 foi promovida a caminhada “Ipatinga de Luto – todos contra a pedofilia”, que ocorreu no Centro da cidade, saindo da EPTOM.

Nessa quarta-feira (17) foi realizada uma exposição na Praça de Alimentação do Shopping do Vale do Aço. Nesta quinta-feira (18), Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual contra crianças e adolescentes, haverá audiência pública na Câmara Municipal, às 14h, com o tema “Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes – Desafios do Trabalho em Rede”. E na sexta-feira (19) será realizado o seminário “Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes – diálogos em rede”, às 8h, no Centro de Evangelização Dom Lélis Lara, Arena Vida Nova, situado à rua Pedras Bonitas, 340, bairro Iguaçu.

Foco
O presidente do CMDCA, Leonardo Oliveira, destaca que o município nunca realizou antes uma campanha que trabalhasse com tanta intensidade o tema. “Focamos não apenas o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, 18 de maio, mas todo o ano. Este é um assunto que deve ser tratado com seriedade não apenas pelo poder público, mas por toda a sociedade”, enfatiza.

Ainda conforme o presidente do Conselho, “só a denúncia tira o abusador de sua zona de conforto e ajuda os órgãos competentes a investigar este tipo de crime. A campanha tem como principal objetivo incentivar as pessoas a perderem o medo e denunciar”, afirma Leonardo Oliveira. As denúncias de crimes do gênero devem ser feitas por meio do Disque 100.


Postado originalmente por: Diário do Aço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: