Carroceiros pedem ajuda para organização em Ipatinga

Secom PMI

Cerca de 20 proprietários de carroças discutiram com o prefeito e secretários as novas ações de valorização da categoria

Proprietários e condutores de veículos de tração animal de Ipatinga terão melhores condições de trabalho e de vida, além de se tornarem parceiros da nova administração municipal e da comunidade como agentes de proteção ao meio ambiente. As primeiras medidas voltadas à implantação de um programa de reconhecimento e valorização da categoria – que significará também a organização e otimização da coleta e descarte de entulhos feita pelo segmento – foram definidas em reunião realizada esta semana, no gabinete do prefeito Sebastião Quintão.

Cerca de vinte prestadores de serviços nessa área, vindos de diversas regiões da cidade, receberam com entusiasmo as propostas apresentadas no dia 31. “Estamos muito felizes porque, durante vários anos, não recebemos qualquer incentivo. Na verdade, fomos esquecidos pelos outros governos”, comentou Jair Muniz Ribeiro, 65 anos de idade, representante informal dos trabalhadores. Ele contou que, há 43 anos, sustenta a família com o uso de carroça, lembrando que foi no primeiro mandato de Sebastião Quintão, em 2008, que todos tiveram seus melhores dias.

Como explicou o prefeito, a ideia é exatamente retomar um projeto que deu muito certo: “Além de disciplinar o descarte de materiais, feito muitas vezes de maneira indevida, poluindo até mesmo áreas de preservação, pretendemos dar maior dignidade ao trabalho. Nosso esforço é para melhorar, inclusive, a assistência aos animais, dos quais os carroceiros dependem para garantir o seu sustento. Eles poderão ter os cascos protegidos com ferraduras, contar com os cuidados de um veterinário do município, tratados com vermífugos ou recuperados de alguma anemia infecciosa, por exemplo”, explicou o prefeito.

“Ecocampos”
A reunião com os condutores de veículos de tração animal teve a participação, também, do secretário de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Gilmar Luciano Alves, e do secretário-executivo, Paulo Sérgio Julião, acompanhados de outros assessores. Eles discutiram e definiram consensualmente com a categoria as primeiras ações a serem adotadas, entre elas a definição de pontos estratégicos onde os descartes de entulho poderão ser feitos. Chamados de “Ecocampos”, os locais deverão ser cercados e sinalizados, com acesso restrito aos prestadores de serviço cadastrados.

Outdoor móvel
A prefeitura também pretende dar placas de identificação às carroças e fazer delas uma espécie de outdoor móvel para divulgação de campanhas educativas, ou mesmo para veiculação de mensagens de parceiros comerciais, o que significará nova fonte de renda para os trabalhadores.

Outra proposta é que as carroças possam contribuir para o êxito da coletiva seletiva que se pretende implantar na cidade a partir de alguns bairros em caráter experimental. Na falta eventual de fretes, elas poderão ser carregadas com materiais recicláveis a serem separados em sacolas específicas pela população.

O mesmo trabalho de organização e valorização feito junto aos condutores de veículos de tração animal deverá ser realizado com os catadores de materiais recicláveis, igualmente beneficiados com projeto semelhante desenvolvido no primeiro mandato de Sebastião Quintão.


Postado originalmente por: Diário do Aço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: