Chega a sete o número de vereadores que tiveram mandato cassado em Santa Bárbara

Uma operação que apura crimes de corrupção, falsificação de documentos e fraude licitações já cassou, até aqui, o mandato de sete vereadores na cidade de Santa Bárbara, região Central do estado. Os dois últimos casos foram os parlamentares Geraldo Magela Ferreira, do DEM, e Luciano Pires da Silva Luiz, do PHS. Eles são acusados de uso indevido de veículos disponibilizadas pela Câmara Municipal da cidade e de regimento ilícito de diárias sem comprovação.

Em julgamento realizado na Câmara da cidade, os dois políticos receberam nove fotos pela cassação. Em cada julgamento dois vereadores se abstiveram, segundo o legislativo da cidade. 

Os mandatos cassados fazem parte da operação Apolo 13, da Polícia Civil de Minas Gerais, deflagrada em 2017. Segundo as investigações, uma cidadã apresentou uma denúncia ao Legislativo com pedido de cassação de mandatos, o que motivou a abertura de uma Comissão Especial Processante. Até aqui, sete inquéritos já foram concluídos. 

Pelo menos 12 parlamentares são investigados pela Apolo 13. Além disso, mais de 100 pessoas já foram indiciadas. 

G.R

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: