De acordo com delator, empreiteiras registraram em ata propina paga a Aécio Neves

O senador Aécio Neves é acusado de receber propina do valor da construção da Cidade Administrativa(PSDB-MG)Foto: Andressa Anholete. Estadão. Reprodução: Veja
O senador Aécio Neves é acusado de receber propina do valor da construção da Cidade Administrativa(PSDB-MG)Foto: Andressa Anholete. Estadão. Reprodução: Veja.com

 

O ex-superintendente da Odebrecht em Minas Gerais, Sérgio Luiz Neves, afirmou que em uma reunião do consórcio que construiu a Cidade Administrativa, os executivos registraram em ata de forma cifrada, o valor que seria destinado ao senador Aécio Neves do PSDB de Minas Gerais, a título de propina.

De acordo com o depoimento dado à Polícia Federal, o valor que seria destinado a Aécio, consta nos registros de uma reunião realizada em 16 de abril de 2008. Segundo Sérgio, a quantia era equivalente a 3% sobre o valor total dos três lotes somados do empreendimento. Ainda segundo o delator, quem intermediava o pagamento da propina para Aécio, era o ex-presidente da Codemig, Oswaldo Borges.

O senador é investigado por organizar esquema para fraudar processos licitatórios, mediante organização de um cartel de empreiteiras na construção da Cidade Administrativa. Ele teria recebido propina de três por cento sobre o valor total da obra, de acordo com os delatores. O senador nega qualquer participação nas irregularidades.

 

 

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: