Estação Memória integra circuito da 15ª Semana de Museus

A Estação Memória Zeza Souto, em Ipatinga, participa a partir da próxima segunda-feira (15) da 15ª Semana de Museus. O evento é promovido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) em comemoração ao Dia Internacional de Museus (18 de maio) e ocorre no período de 15 e 21 de maio.

Nesta edição, mais de mil museus de todo o país oferecem ao público diversas atividades especiais, como visitas mediadas, palestras, oficinas e exibição de filmes. Em Ipatinga, a Estação Memória Zeza Souto abre sua programação a partir das 9h, com apresentações musicais, exposição de fotos de crianças com necessidades especiais acompanhadas de suas mães, entre outras atrações.

Fotos: Secom PMI

A Estação Memória é um marco importante na história do Vale do Aço. No local (entre as ruas Belo Horizonte e Montes Claros) foi construída, em 1930, um novo ponto de embarque e desembarque de passageiros

Embora muitos não saibam, o município de Ipatinga tem dois museus registrados: além da Estação Memória Zeza Souto, o Parque da Ciência, no Parque Ipanema, considerado museu científico. Entretanto, na Semana do Museu apenas a Estação Memória representa o município.

Os museus são espaços de estudo, pesquisa, educação, contemplação, lazer, diálogos e também de construção de histórias e narrativas.

História
A Estação Memória é um marco importante na história do Vale do Aço. No local (entre as ruas Belo Horizonte e Montes Claros) foi construída, em 1930, um novo ponto de embarque e desembarque de passageiros para substituir a Estação de Pedra Mole, o primeiro posto ferroviário de que dispunha o então distrito de Ipatinga, inaugurado em 1922 e que funcionava num ponto hoje encoberto por uma pequena mata, entre os bairros Castelo e Cariru. Atualmente ainda existem ruínas desta edificação.

Desativada em 1951, as dependências da estação do centro de Ipatinga foram utilizadas, no período de 1963 a 1964, como sala de aula para os filhos de trabalhadores locais da época. Já no ano de 1968, serviu de abrigo para vítimas de enchente que atingiu o ribeirão Ipanema.

Em 30 de dezembro de 1981, a Estação Ipatinga foi tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Municipal, através do Decreto nº 1.422. E após algumas reformas, em 1992 o local passou a ser um espaço cultural para a divulgação de projetos de artes, abrindo-se à visitação pública e exposições de pinturas, fotografias, vídeos, documentos históricos, além de shows musicais.

Os interessados em expor trabalhos no local devem procurar a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, no terceiro andar da Prefeitura Municipal ou pelos telefones 3829-8060/3829-8059. (Secom PMI)


Postado originalmente por: Diário do Aço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: