Fóruns Regionais de Governo mobilizam mais de 100 mil participantes em três anos de atividade

Os Fóruns Regionais de Governo, iniciativa inédita de gestão participativa no Governo de Minas Gerais, mobilizam mais de 100 mil mineiros em três anos de atividade. Desde 2015, foram realizados cerca de 150 encontros nos 17 territórios de desenvolvimento, com a participação da sociedade civil, prefeitos, vereadores e representantes de órgãos públicos estaduais. O objetivo dos Fóruns é receber, organizar e executar as demandas da comunidade através de reuniões periódicas. E, desde sua criação, foram recebidas quase 13 mil propostas encaminhadas pela população. Segundo o Secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, o orçamento estadual foi otimizado e conseguiu atender cerca de 60 por cento das demandas. “Cada centavo foi muito bem executado, apesar da crise e apesar de insuficiência de recursos. Muitas das demandas não eram orçamentos novos: às vezes recursos vinculados da saúde, da educação, transferências federais que tavam aí paradas há anos, nós reorganizamos essas demandas, esses fluxos e fomos ao território. Então, quanto mais dificuldade, mais democracia, mais escuta e mais transparência. Isso é que aconteceu.”

Desde abril, foram feitas reuniões de prestação de contas nos Fóruns Regionais das entregas feitas pelo Governo de Minas Gerais entre 2015 e 2018. Ana Assis, diretora do Hospital César Leite, de Manhuaçu, participou da reunião do Território Caparaó e comemorou o investimento na saúde. “Uma das entregas que foram feitas é um recurso financeiro para ampliação de leitos no Hospital César Leite. De grande importância porque é o único hospital e o maior da região, que atende mais de 23 municípios. E com esse recurso, vai ter uma possibilidade de ampliação de leitos, e assim melhorando a qualidade e assistência prestada na região.”

Para Afonso Gonçalves, morador de Garapuava, que participou da reunião no Território Noroeste, os Fóruns deram voz aos municípios. “Os Fóruns têm contribuído muito com a questão da formação cidadã. Eu acho que os municípios têm que atentar pra essa oportunidade de ser atores, de não ser ouvintes simplesmente. Não tem salvador da pátria. E nós precisamos de participar diretamente dessas políticas públicas de governo, de gestores em geral, nós é que somos a solução.”

Os Fóruns Regionais de Governo seguem ativos para permanente discussão com a sociedade.

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: