Ipatinga decreta calamidade pública na área da saúde

Wôlmer Ezequiel

Ededwin Windsor e o prefeito Sebastião Quintão, na entrevista de terça-feira

Com a crise no atendimento hospitalar em Timóteo, Coronel Fabriciano e agora em Caratinga, muitas pessoas buscam recursos nas unidades de saúde em Ipatinga. Com isso, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no Canaã enfrenta um aumento significativo da demanda de pacientes, não suportando realizar os serviços de maneira eficiente por falta de estrutura e por falta recursos, situação que já havia sido relatada pelo Diário do Aço.

A demanda crescente levou o prefeito Sebastião Quintão a assinar, na tarde desta terça-feira (13), um decreto de calamidade pública na área da saúde. O anúncio foi feito pelo prefeito, durante entrevista em seu gabinete. “As pessoas de outros municípios, que dependem de saúde, migram para Ipatinga em busca de atendimento. Isso faz com que o número de pacientes no Márcio Cunha, no Hospital Municipal e, principalmente, na UPA aumente”, ressaltou.

Cadastro irregular
Quintão também informou que o cadastro irregular de pessoas em Ipatinga também gera mais despesas na área da saúde para o município, que precisa arcar com esses gastos de atendimento com o habitante cadastrado de maneira indevida. “Temos uma cidade com cerca de 200 mil habitantes, só que temos mais de 500 mil pessoas cadastradas. Temos mais de 30 pessoas cadastradas em apenas uma casa. Ou seja, alguma coisa está errada. E é Ipatinga que está pagando o pato, tendo o seu atendimento na saúde prejudicado. Por isso que iremos fazer um recadastramento no futuro para corrigir esse número”, explica.

Pactuação
O prefeito acrescentou que municípios, cuja população é atendida em Ipatinga, deveriam repassar recursos, de origem do Estado de Minas Gerais, para Ipatinga, porém isso não está sendo feito. “Há uma pactuação com os municípios nosso aqui da região para que Ipatinga possa atender os seus habitantes, mas a pactuação não está sendo cumprida. As pessoas de outras cidades estão vindo tudo para Ipatinga e o Estado de Mina Gerais não está repassando os recursos para Ipatinga desde fevereiro. Com isso Ipatinga está tem que usar recurso próprio para cobrir esse rombo, e ainda é crime de administração pública. Então o prefeito está decretando essa calamidade na saúde para chamar atenção dos munícipes que participam dessa pactuação e para que possa sensibilizar o nosso governador. Só para se ter uma ideia, o estado tem uma dívida conosco de mais de R$ 30 milhões”, salienta.

Demanda
O secretário de Saúde, Ededwin Windsor, acrescenta que a média de atendimento diário da UPA era de cerca de 350 atendimentos. Por mês chegava a 10.500 procedimentos. No entanto, com o fechamento dos hospitais na região o número aumenta a cada dia. “No mês de maio fechamos com 15.550 atendimentos, bem acima da média. Além disso, tem muitas pessoas que estão sendo atendidas com doenças graves, demanda de alto custo”, destaca.

Mudança de atendimento
O secretário de Saúde acrescentou que a forma de atendimento de pacientes na UPA em Ipatinga será alterada a partir da próxima semana. “Na UPA, 80% dos atendimentos que chegam, não são de urgência e emergência. Por isso que até segunda-feira, teremos a abertura de três unidades de saúde, localizadas estrategicamente, para funcionar até às 22h pelo sistema de Corujão. Assim, se for classificado como urgência ou emergência, vai ser atendido na UPA mesmo, se não for, vai ser encaminhado para essas unidades”, avisa.

Rombo
Além dessas situações, o secretário também explica que teve um rombo na gestão anterior, que contribuiu para prejudicar a atual situação de saúde do município. “Foi autorizado um gasto, além do previsto no orçamento na área da saúde, no ano passado, que chegam a 18 milhões de reais por ano. Além disso, também tivemos um gasto nos serviços de emergência, além do que foi estabelecido na Programação Pactuada Integrada (PPI)”, conclui.

Veja mais:

Hospital fabricianense poderá ser reaberto dia 21

Em meio à crise hospitalar, obras da UPA em Timóteo estão paralisadas


Postado originalmente por: Diário do Aço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: