Jucemg faz doação de móveis para a Associação dos Hemofílicos de Minas Gerais

A Junta Comercial do Estado de Minas Gerais promoveu na última semana a doação de móveis para a Associação dos Hemofílicos de Minas Gerais, uma entidade beneficente que faz parte da rede socioassistencial do município de Juiz de Fora. A associação tem como principal objetivo prestar serviços especializados em saúde na área de fisioterapia, aos pacientes portadores de hemofilia e à população carente, usuária do Sistema Único de Saúde-SUS. Foram doados móveis para escritório, como mesas e cadeiras, e um aparelho de micro-ondas. Esta doação foi possível graças à política de redução de custos adotada pela atual gestão da Jucemg, que permitirá – com a implantação de novas tecnologias e do sistema home office – a devolução de imóveis na capital e no interior.

O presidente da Associação dos Hemofílicos de Minas Gerais, Francisco Campolina, encaminhou uma carta ao presidente da Jucemg, Bruno Falci, manifestando “sincero agradecimento na destinação dos diversos mobiliários e itens”. Segundo Campolina, “esta doação, com certeza, irá fortalecer o trabalho da Associação dos Hemofílicos de Minas Gerais e, consequentemente, a melhoria da oferta dos serviços de saúde no município, prestando melhor atendimento gratuito à comunidade e aos hemofílicos carentes, através da prestação de serviços na área de saúde. Este objetivo será alcançado por meio da melhoria na qualidade de atendimento e no acolhimento do usuário, oferecendo qualidade, segurança e conforto, o que trará efetividade e resultados positivos dos tratamentos propostos pelos médicos e fisioterapeutas. ”

No final do semestre passado, a Jucemg já tinha promovido a doação de cerca de 650 móveis e outros utensílios para as Polícias Militar e Civil de Minas Gerais e o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha). Entre os itens doados, estavam mesas, cadeiras, armários, estantes, arquivos, sofás, frigobar, impressoras e até um piano, que foi destinado ao Iepha, que recebeu um total de 65 itens. Já a PMMG recebeu 181 e a Polícia Civil 403 itens. A Jucemg também contribuiu para a montagem do Hospital de Campanha no Expominas, com a doação de fornos de micro-ondas, frigobares, armários e estantes para escritório.

Ao assumir a presidência da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais, em fevereiro de 2019, Bruno Falci recebeu do governador Romeu Zema a orientação de simplificar, baratear e desburocratizar os processos da instituição. Estes três pilares foram estabelecidos como metas principais da nova gestão e as ações adotadas comprovam a determinação na entrega para o governo do Estado e, principalmente, para a população mineira de medidas que resultam na redução de custos e no aumento da eficiência dos serviços prestados.
A sede da Jucemg, na capital, que ocupava 14 andares, passou a ocupar 8 andares, com um melhor aproveitamento dos espaços e de todas as salas. O atendimento presencial nos escritórios do interior também foi substituído pelo atendimento virtual, o que resultou em mais agilidade e menos burocracia na prestação deste serviço.

O corte de despesas, que se tornou urgente diante da crise fiscal enfrentada pelo Estado, permitiu também investimentos principalmente na área de tecnologia, com a simplificação e a desburocratização do atendimento aos cidadãos. O resultado destas ações foi a redução de despesas de 18,62% em 2019 em comparação com 2018. Este ano, de janeiro a outubro, a redução foi de 7,14% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: