Kalil decreta ponto facultativo na capital até sexta-feira (01)

A administração municipal chegou a cogitar decretar estado de calamidade pública, porém o prefeito descartou a necessidade da medida 


kalil-reproducao-veja

Em entrevista realizada na manhã desta segunda-feira (28), o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, estendeu ponto facultativo para o restante desta semana na cidade. Por causa do feriado de Corpus Christi, na quinta-feira (31), o ponto facultativo de sexta-feira (01) já era previsto. Kalil afirmou ainda que a ação foi precisa, já que ainda não há nenhuma previsão do fim das paralisações.

A administração municipal chegou a cogitar decretar estado de calamidade pública, que possibilitaria a cidade extrair recursos para a solução de problemas oriundos da greve dos caminhoneiros. Porém, no pronunciamento, Kalil alegou que a medida não seria necessária.

Os centros de saúde funcionam com escalas de 50% dos funcionários. Os serviços de urgência e emergência seguem com atendimentos normais. As escolas municipais continuam sem aula, assim como as estaduais. Já a coleta de lixo volta a ser realizada normalmente.

Ônibus na capital

O chefe do Executivo municipal disse que a previsão é que amanhã (29) os ônibus voltem ao horário de funcionamento normal em Belo Horizonte. Nos últimos dias a cidade tomou medidas de precaução reduzindo o quadro de horários para evitar que as linhas ficassem sem combustível.

No domingo (27), a cidade chegou a ficar sem conduções coletivas. Nesta segunda-feira (28), o transporte tem quadro de funcionamento semelhante ao número de horários de sábado, o que representa uma redução aproximada de 50% dos horários.

G.R

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: