Lava Jato: esposa de Eduardo Cunha é absolvida pelo juiz Sérgio Moro

A jornalista Cláudia Cruz, mulher do deputado cassado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha, foi absolvida, nessa quinta-feira (25), pelo juiz Sérgio Moro em processo da Operação Lava Jato, no processo que investiga o pagamento de propina em contrato entre a Petrobras e uma empresa na África para exploração de petróleo no Campo de Benin.

Para Moro, apesar de Cláudia Cruz ter tido comportamento “altamente reprovável” e “negligente” em relação às fontes de rendimento do marido e aos gastos pessoais dela e da família, não há provas de que ela tenha efetivamente praticado os crimes.

Na denúncia, a força-tarefa da Lava Jato acusa, além de Cláudia Cruz, o ex-diretor da Petrobras Jorge Zelada e os lobistas Idalécio de Castro Rodrigues e João Augusto Rezende de terem participado de um esquema criminoso para o pagamento de propina a Eduardo Cunha. Segundo o Ministério Público Federal, Cunha recebeu cerca de 1 milhão e trezentos mil francos suíços, o que corresponde a cerca de R$ 4,4 milhões.

A transação seria feita por meio de transferências em contas secretas de Cunha no exterior. Cláudia Cruz, segundo a denúncia, usava as contas para comprar artigos de luxo fora do Brasil.
Apesar de absolver a jornalista, Moro determinou o confisco de 594 mil reais se ficar comprovado que o valor é fruto de crime.

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: