Lula diz que, se não estivesse preso, estaria realizando campanha para Pimentel e Dilma

O petista alega que Aécio Neves (PSDB) preferiu “se esconder” ao invés de nova disputa com Dilma Rousseff e diz que espera comemorar vitória tomando cachaça em Minas quando sair da prisão


convencao-ptmg-780x440
(Foto: Reprodução/ PT)

O ex-presidente Lula (PT) divulgou, nesta terça-feira (21), uma carta de apoio à reeleição do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, e a candidatura da ex-presidente Dilma Rousseff ao Senado pelo estado mineiro. O petista disse que, caso não estivesse preso em Curitiba, estaria percorrendo o estado mineiro em campanha pelos parceiros de legenda.

O senador Aécio Neves (PSDB) também foi alvo de críticas do petista. O tucano desistiu de tentar ser reeleger ao Senado para pleitear uma caga na Câmara dos Deputados. Aécio disse entender que, desta forma, pode contribuir mais para Minas Gerais em um cenário que sejam eleitos os candidatos pessedebistas ao governo e a presidência da República, Antonio Anastasia e Geraldo Alckmin. Lula, no entanto, diz que Aécio “achou mais prudente se esconder atrás de uma candidatura a deputado federal pra não perder de novo pra Dilma, dessa vez na disputa ao Senado”.

Lula disse que quando que sair da prisão, espera estar em Minas comemorando enquanto toma cachaça. “Estarei de volta a Minas e ao convívio com o povo mineiro e com o povo brasileiro, comemorando a nossa vitória tomando uma boa salinas, porque afinal ninguém é de ferro.”

Lula, que vive uma situação de indefinição quanto a sua candidatura à presidência da República, alegou mais uma vez que está sendo vítima de um golpe. O petista foi condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva nos desdobramentos da operação Lava Jato. Por causa da lei Ficha Limpa, ele é considerado inelegível.

Desde que seu pedido de candidatura foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no último dia 15, oito impugnações foram apresentadas por legendas partidárias, candidatos políticos e o Ministério Público Federal (MPF).

Veja o comunicado de Lula:

Se eu pudesse estaria aí com vocês agora, comendo um bom prato de feijão tropeiro e ouvindo aqueles causos que só o povo mineiro sabe contar. Isto nas horas vagas, porque no resto do tempo eu e o Fernando Haddad estaríamos percorrendo esse estado, fazendo campanha para presidente e vice-presidente da República, porque é preciso e porque nós queremos colocar o Brasil outra vez nos trilhos do crescimento econômico com justiça social. E o Haddad e eu, com toda certeza, estaríamos também pedindo votos para reeleger o Pimentel governador e dar à Dilma uma votação histórica para o Senado.

Mas infelizmente eu não posso estar aí com vocês, porque aqueles que deram o golpe no povo brasileiro e derrubaram a primeira presidenta do Brasil, sem crime de responsabilidade, são os mesmos que me condenaram e me prenderam sem nenhuma prova de qualquer crime cometido. São os mesmos que deixaram Minas Gerais com uma dívida do tamanho que tinha a Serra do Curral antes de ser comida pela mineração.

São os mesmos que tentaram impedir a candidatura do Pimentel à reeleição, e que tentaram o tempo todo inviabilizar o governo dele, chegando inclusive a sabotar a renegociação da imensa dívida que eles criaram. E mesmo assim o Pimentel governou, e segue governando para todos os mineiros, principalmente para aqueles que mais necessitam.

E a vergonha dos nossos adversários é tanta que o candidato deles, o mesmo que não soube aceitar a derrota na eleição presidencial de 2014, achou mais prudente se esconder atrás de uma candidatura a deputado federal pra não perder de novo pra Dilma, dessa vez na disputa ao Senado. Foi assim que eles inventaram o mais novo prato da culinária mineira, indigesto e difícil de engolir: o escondidinho de tucano.

Meus queridos e minhas queridas ouvintes da Itatiaia, minha cara Edilene, a quem darei uma entrevista exclusiva tão logo a democracia seja restaurada no nosso país. Preso injustamente em Curitiba, exilado do povo brasileiro, faço aqui uma promessa. Mais cedo do que temem meus adversários, estarei de volta a Minas e ao convívio com o povo mineiro e com o povo brasileiro, comemorando a nossa vitória tomando uma boa salinas, porque afinal ninguém é de ferro.

Um grande abraço, e até breve.

Luiz Inácio Lula da Silva, candidato a presidente do Brasil.:

G.R

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: