Maia admite que vitória de Temer contra denúncia não garante votos à reforma da Previdência

Depois do arquivamento da denúncia contra o presidente da República Michel Temer nessa quarta-feira (2), a base aliada defende que a Câmara precisa retomar a pauta de reformas estruturais. O governo teve 263 votos a favor do arquivamento da denúncia, menos do que os 308 necessários para aprovar uma proposta de emenda à Constituição, como é o caso da reforma da Previdência.

O presidente Rodrigo Maia também falou na retomada da agenda econômica e aproveitou para pedir a manutenção da meta fiscal do governo para 2017 em R$ 139 bilhões negativos. Pauderney Avelino, do DEM, argumenta que uma votação não tem a ver com a outra.

A oposição avalia que a base saiu diminuída desta votação e que não tem condições de aprovar reformas. Mas o foco dos oposicionistas é a possibilidade de uma nova denúncia contra Temer ser apresentada pelo Ministério Público Federal, como comenta o líder do PT, Carlos Zaratini. Aguinaldo Ribeiro, líder do governo, disse que a pauta é ampla e o tempo é curto. Ele cita a necessidade de se aprovar a reforma política e a reforma tributária.

 

Anexos para downloads:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: