Morador de Ipatinga dá o bom exemplo ao restaurar lote público abandonado

Wôlmer Ezequiel

Há três anos Ader Brandão cuida de um lote no bairro Jardim Panorama

Insatisfeito com um lote abandonado em frente a sua casa, onde ficavam vários cavalos, o representante comercial Ader Brandão decidiu tomar uma atitude e ocupar, por conta própria, a área de uma forma bastante criativa. O lote, que anteriormente era um depósito de entulho foi transformada em uma área de convívio social. Para isso Ader teve que capinar o lote abandonado, plantar mudas e até colocar um viveiro. O local, atualmente, é uma área pública de lazer.

Em entrevista ao Diário do Aço, Ader Brandão explica que a ideia surgiu quando ele comprou sua casa na rua José Carlos Pereira, no Residencial Ayrton Senna, bairro Jardim Panorama, em Ipatinga. “Há três anos, eu olhava da minha janela para esse lote abonando, que pertence à prefeitura, e via que tinha muito mato, cavalo e gente que jogava lixo. Aí eu pensei: isso está errado. Então, como eu gosto muito de natureza, decidi fazer um trabalho sério nessa área”, ressalta.

O representante comercial conta que capinou o lote, plantou árvores frutíferas e fez uma horta no local, o que deixou com uma melhor aparência. A partir disso, as pessoas pararam de soltar cavalo no terreno e de jogar lixo. Depois começou a aparecer passarinhos em busca de alimento. Dessa maneira, o trabalho de Ader foi só crescendo. “Hoje faço até um churrasco com minha família e amigos no local. As crianças brincam aqui. Domingo à tarde dá para descansar na sombra, ouvindo o som dos pássaros. Então, espero fazer mais coisas bacanas ainda”, destaca.

De acordo com Ader, o terreno possui mais de 80 tipos de muda, além disso, ele também utiliza materiais reciclados em seu jardim como pneus velhos, restos de madeira e peças de equipamentos domésticos. “Aqui tem laranja, limão, manga, guaraná, mexerica, banana, cana de açúcar, taioba, couve, mandioca. A maioria das mudas eu comprei e outras eu ganhei. Mas não vendo nada aqui, apenas para consumo próprio. Às vezes dou alguma fruta ou verdura para os amigos ou parentes também”, afirma.

Wôlmer Ezequiel

O morador plantou uma horta no terreno que antes era abandonado

Respeito

Após promover as melhorias no terreno até então abandonado, Ader afirma que outros vizinhos adotaram o mesmo exemplo e reformaram a área em frente as suas residências também. “Ipatinga tem muita área devoluta que pertence à prefeitura. Então a gente tira esse trabalho da administração municipal quando cuidamos de um terreno abandonado, o que influencia outras pessoas. Só na minha rua tem três vizinhos que fizeram a mesma coisa que eu e outros estão querendo seguir a mesma ideia”, salienta.

De acordo com Ader Brandão, desde que reformou o terreno, teve apenas um caso de furto, em que uma mulher pegou um vaso de planta do jardim, mas depois disso, ninguém mexeu em ou quebrou algo. “Espero que esse caso de furto não aconteça de novo e mais respeito das pessoas. Ao invés de levar algo, passe a trazer alguma coisa para plantar, assim como alguns fazem. E que apliquem essa ideia em ouros lugares. Então, em vez de ficar reclamando por aí, precisamos de ter iniciativa de cuidar da nossa cidade”, sugere.


Morador de Ipatinga dá o bom exemplo ao restaurar lote público abandonado

Repórter: Tiago Araújo


Encontrou um erro? Comunique: [email protected]

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: